Salão da Ademi tem imóvel com R$ 59 de entrada

economia
01.11.2018, 06:00:00

Salão da Ademi tem imóvel com R$ 59 de entrada

Evento acontece de 7 a 11 de novembro no Salvador Shopping e disponibiliza 3 mil imóveis para venda

O fim do ano é logo ali e muitos baianos ainda não realizaram a tão aguardada meta da “casa nova”. Porém, a oportunidade de riscar esse item da lista das promessas de ano novo pode estar bem próxima. Entre 7 e 11 de novembro, o Salão Imobiliário da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA) reunirá - no Salvador Shopping - construtoras e incorporadoras que vão ofertar mais 3 mil unidades novas, entre lotes, casas e apartamentos na planta, em construção ou prontos para morar com preços entre  R$ 80 mil e R$ 950 mil em condições especiais para quem fechar negócio, a exemplo de entrada de R$ 59 oferecida pela Tenda.

Na edição deste ano, a 11ª, a Ademi-BA aposta em um formato compacto para aumentar a sinergia entre as incorporadoras e permitir ao cliente aproveitar as oportunidades de compra com conforto e praticidade. “O objetivo da Ademi-BA é perseguir a meta de crescimento de 7% (das vendas) até o final do ano e contribuir para fecharmos 2018 com um balanço positivo”, diz Cláudio Cunha, presidente da entidade e colunista do CORREIO. “O resultado das eleições e a possibilidade da estabilidade política são fatores que apontam para um cenário otimista”, complementa. 

Motivação

A expectativa das empresas é grande. Motivadas pelo baixo estoque de imóveis novos à venda, atualmente gira em torno de 1,6 mil unidades, redução na taxa de juros e aumento no teto de financiamento, além de projeção de aumento no volume de vendas após a corrida eleitoral, elas vão à mesa de negociação com empenho máximo para garantir o negócio.

Para Alexandre Landim, diretor da Conie, responsável por um dos empreendimentos de alto padrão à venda no salão - o Pituba Dolce Vita -, o momento para a realização do evento não podia ser melhor. “Prevemos que este evento pode ser início de uma retomada do segmento imobiliário na Bahia, pois mercados como São Paulo e Rio de Janeiro já dão sinais positivos, tendo os recentes lançamentos velocidades de venda acima da média anual”, afirma.

“O estoque regional está bem reduzido, o Caged publicou recentemente que os índices de empregos estão melhorando e, principalmente, as taxas de juros estão em patamares que incentivam o investimento em imóveis”, acrescenta.

Segmentos

No segmento popular,  MRV e Tenda disputam o público que vai em busca das vantagens oferecidas pelo programa Minha Casa, Minha Vida. A primeira disponibilizará mais de  mil apartamentos localizados na Região Metropolitana de Salvador, com preços entre R$ 145 mil e R$ 230 mil.

A diretora da JVF, Juliana Oliveira, empresa que vai para o Salão com três empreendimentos enquadrados no médio padrão e tem sido referência para quem está procurando imóveis novos na região do Cabula, está empolgada com os indicativos de crescimento do mercado e também  espera colher bons resultados durante o Salão. “Criamos uma campanha forte. Estaremos oferecendo um leque de vantagens único e inédito para que o cliente perceba a importância de não perder a chance de realizar o sonho da casa própria”, garante. “Serão oferecidas vantagens como desconto exclusivo para funcionário público, ITIV grátis, FGTS como entrada, kit porcelanato, armários de cozinha e seis meses de condomínio pagos pela JVF”, enumera.

O Salão também abre espaço para investimento em casas de veraneio, a exemplo do Condomínio Tavarua, da MVL, em Itacimirim. As obras serão entregues em março e só 8% das unidaes estão disponíveis. “O Tavarua foi o grande sucesso entre os lançamentos imobiliários do Litoral Norte, nos últimos anos”, diz um dos sócios da empresa, Marcos Lima. 

Bancos

Quem for ao Salão Imobiliário também contará com o atendimento de três instituições financeiras que participam do evento realizando simulações de financiamento e  encaminhando o público interessado na aquisição de imóveis:  Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Bradesco. A Caixa também comercializará imóveis recuperados de mutuários inadimplentes, unidades podem ser adquiridas por quatro modalidades: Leilão, Licitação Fechada (interessados fazem propostas por escrito, vencendo quem pagar mais), Licitação Aberta (Interessados disputam as unidades presencialmente. Vence o melhor lance) ou Venda Direta (o primeiro interessado a apresentar proposta de valor igual ou superior ao preço mínimo leva o imóvel).

Salão Imobiliário Ademi

Quando  7 a 10 de novembro, das 9h às 22h; 11 de novembro, das 13h às 21h
 
Onde  Salvador Shopping - Praça de Serviços (piso G1)

Empresas BRL, Conie, DEC Engenharia, JVF Empreendimentos, MRV, MVL, OR, Prima, Queiroz Galvão, Sertenge e Tenda

Bancos Caixa Econômica,  Banco do Brasil e  Bradesco

Documentação Os interessados em fechar negócio devem levar comprovante de residência, RG,  os três últimos contracheques e a certidão de casamento.


Última chance para imóvel novo com preço antigo - entrevista com Samuel Prado



Às vesperas do último feirão imobiliário do ano, Samuel Prado, presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Bahia (Creci), alerta: É a melhor hora para comprar.


Quais são as expectativas do mercado imobiliário para a reta final do ano? 
Tivemos um ano que ainda sente os efeitos da instabilidade econômica, mas ao longo de 2018 tivemos esforços dos bancos, principalmente a Caixa, com reajuste de taxas e aumento do limite  de financiamento. Isso aumentou a confiança do consumidor e das empresas, novos lançamentos começam a chegar. Nossa expectativa é muito positiva para essa reta final.

O mercado tem falando constantemente que este é o momento para comprar. Você concorda? 
Com o esfriamento das vendas, o preço dos imóveis se acomodou. Você tem empreendimentos que foram lançados há quatro anos e quase não sofreram valorização no m². Com a baixa do estoque, essa é a última oportunidade de usufruir dessa safra, pois os próximos lançamentos já chegarão com uma nova realidade de preços.

Quão mais caro o preço dos imóveis pode ficar? 
É difícil prever, mas temos uma boa perspectiva de valorização. O futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes, já sinaliza atender demandas que o mercado pede há anos, acredito que estamos na dianteira da recuperação econômica do país.


Garimpo: O melhor do Salão da Ademi 


Tavarua O residencial,  na praia de Itacimirim, no Litoral Norte, está com as últimas unidades e tem bangalôs de 2 e 3/4 com piscina vista para o mar, academia e lazer infantil. Unidades com valores entre R$ 780 mil e R$ 950 mil.


Solar das Flores Parte do complexo residencial Solar de Vilas, tem plantas de dois quartos e elevadores. Infraestrutura de lazer completa, bicicletas compartilhadas, sistema de segurança, tomada USB, energia solar, laminado na sala e quartos. A partir de R$ 180 mil.


Vila Portuguesa O lançamento residencial da Tenda, em Marechal Rondon, tem plantas de 2/4, área de lazer com salão de festas, fitness, área de piquenique e redário. Unidades a partir de 
R$ 128 mil.

Vivace  Lançamento da JVF, no Cabula VI, 2 e 3/4, com área de lazer completa, incluindo piscina, quadra poliesportiva, academia, espaço pilates, salão de festas e espaço gourmet. A partir de  R$ 243 mil.


Aquarela Imbuí Cinco opções de planta (69,72 m² a 79 m²) com 2 e 3/4. A estrutura de lazer conta com salão de jogos e festas, piscina, quadra, espaço finess e brinquedoteca. Unidades a partir de R$ 309 mil.


Dolce Vita   3/4 da Conie na Pituba, tem piso em todos os ambientes, fechadura eletrônica, ponto de ar-condicionado, infraestrutra de segurança e lazer completo. Unidades a partir de 
R$ 749 mil.









***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas