Salvador encerra trimestre com queda de 46% nos roubos a ônibus

salvador
07.04.2022, 11:37:00
(Foto: Vitor Barreto/Divulgação)

Salvador encerra trimestre com queda de 46% nos roubos a ônibus

A capital registrou menos 155 casos, passando de 335, em 2021, para 180 casos este ano

Nos três primeiros meses de 2022 a Secretaria da Segurança Pública (SSP) registrou queda nos números de roubos a coletivos na capital baiana. A redução é de 46,3% dos crimes, informação divulgada pela polícia baiana nesta quinta-feira (7).

No acumulado do ano, de 1º de janeiro a 30 de março, Salvador registrou menos 155 casos de roubos a ônibus. Os números passaram de 335, em 2021, para 180 neste ano.

Responsável pelo trabalho ostensivo contra esse tipo de crime, o comandante da Operação Gêmeos, major Valnei Azevedo Silva, reforçou que o estudo dos horários e locais com maior número de casos e a reimplementação do motopatrulhamento foram decisivos no processo de queda.

“O nosso esforço operacional é empregado conforme as necessidades da população. Por isso, fizemos questão de readaptar o nosso horário, focando nos pontos mais críticos”, detalhou o oficial. Durante o período, a Gêmeos abordou 663 transportes coletivos, conduziu 60 pessoas para a Delegacia, apreendeu 10 armas de fogo e nove simulacros.

Titular do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc), o delegado João Roberto Cavadas, reforçou que o Serviço de Inteligência da unidade tem empenhado esforços no acompanhamento de assaltantes que estão fora do sistema prisional.

“Nós temos reforçado muito o monitoramento processual dos envolvidos. Posso afirmar que foi um passo muito importante para os números positivos neste trimestre. Além disso, nosso efetivo tem se empenhado para identificar e levar à Justiça todos os criminosos”, disse o delegado.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas