Salvador tem geração de 2,1 mil empregos formais em agosto

economia
01.10.2020, 12:28:28
Atualizado: 01.10.2020, 12:33:22

Salvador tem geração de 2,1 mil empregos formais em agosto

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Mesmo durante a pandemia do novo coronavírus, Salvador gerou 2.104 empregos formais em agosto deste ano. O destaque foi para o setor de construção civil, que respondeu pela criação de 1.060 postos, sendo responsável por mais de 50% das admissões. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Ainda segundo Caged, outro destaque na capital baiana foi a criação de 578 postos formais no setor industrial. O comércio gerou 242 postos, enquanto que o setor de serviços teve saldo de 219 empregos formais.

Os números do crescimento na construção civil apontam o papel importante de obras e iniciativas estruturantes que estão sendo realizadas pela Prefeitura. Além de gerar benefícios de longo prazo para a cidade, os investimentos estão ajudando a amortecer os impactos negativos da covid-19 sobre a economia local.

“Com a pandemia, mesmo cuidando da saúde da população, salvando vidas e dando todo o auxílio e assistência social, não deixamos de lado a economia soteropolitana. Procuramos instigar o segmento da construção civil, mantendo os incentivos de natureza urbanística e fiscal. Daí o resultado de o setor estar liderando a retomada na nossa atividade econômica”, comemorou o titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Sérgio Guanabara.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas