Salvador tem movimento tranquilo no feriadão, mas ferries ficam lotados

salvador
09.10.2020, 14:14:00
Internacional Travessias falou em duas horas de espera para embarque; passageiros dizem que foi mais (Foto: Nara Gentil/CORREIO)

Salvador tem movimento tranquilo no feriadão, mas ferries ficam lotados

No Terminal de São Joaquim houve aglomerações e muitas reclamações

Até os feriados em 2020 estão sendo diferentes. Na manhã desta sexta-feira (9), o CORREIO percorreu os principais pontos de saída de Salvador e encontrou um cenário bastante diferente do comum nessa época do ano. Rodoviária e Terminal Náutico vazios. A única exceção foi o ferry-boat, onde mais uma vez houve filas enormes e a espera longa para poder embarcar.

O tradicional congestionamento na entrada do Terminal Rodoviário de Salvador, aquele que em todo feriado começa na entrada da rodoviária e se estende ao longo da avenida engarrafando a ligação entre a Avenida Paralela e a região do Shopping da Bahia, não aconteceu. Nesta sexta-feira, véspera de um feriadão, o trânsito estava melhor do que na quinta-feira (8).

No Terminal Náutico, no bairro do Comércio, às 10h30, a fila para pegar as lanchinhas tinha cinco pessoas. Bastante diferente daquela aglomeração que se estende ao longo do calçadão nessa época do ano. As principais avenidas da cidade, como Paralela, Barros Reis, Heitor Dias e Bonocô, também estavam com o trânsito fluindo bem. Já a ACM teve engarrafamentos por conta das obras.  

Movimento na rodoviária foi traquilo na manhã desta sexta-feira (9)
(Foto: Nara Gentil/CORREIO)

 

Confusão
Mas, nem tudo são flores. No Terminal de São Joaquim, em Água de Meninos, a fila para embarcar no ferry-boat estava levando duas horas, segundo a assessoria da Internacional Travessias, concessionária responsável por operar a travessia. Passageiros, no entanto, disseram que a demora era maior.

A atendente de call center Débora Maciel, 27 anos, está de férias e resolveu passar o feriado do Dia das Crianças com o filho e o marido em Itaparica, na casa de uma tia.

“Essa será a primeira viagem que a gente vai fazer depois que começou a quarentena. Não vejo minha tia desde dezembro, mas já estou me arrependendo. São mais de 3h aguardando nessa fila”, contou.

A capacidade das embarcações tinha sido reduzida pela metade como medida de prevenção ao novo coronavírus, mas uma determinação da Agerba, que foi publicada no Diário Oficial do Estado na quinta-feira (8), autoriza a ocupação de até 75% de cada ferry.

A Internacional Travessias informou que está trabalhando com o maior dos ferries, o Zumbi dos Palmares, e com outras três embarcações: Dorival Caymmi, Ivete Sangalo e Pinheiro. Já o Ana Nery está sendo usado como reserva para aliviar a demanda, como aconteceu às 9h30. Essa viagem não estava prevista nos horários originais, mas foi realizada.

Alertas sonoros falavam da importância de prevenção contra a covid-19, mas entre os passageiros, ocorreram aglomerações e sobraram reclamações. Na área de prioridade era difícil encontrar o final da fila. Idosos e mulheres com crianças de colo ocuparam os bancos, colocaram as sacolas pelo chão e ignoraram o distanciamento recomendado pelas autoridades sanitárias.

Já a fila de passageiros comuns estava se aproximando da Avenida Engenheiro Oscar Pontes. Alguns cambistas apareceram e dois deles foram presos pela polícia. A fila de carros foi a única pequena. A Internacional Travessias estima que a demanda de passageiros permanecerá alta durante toda essa sexta-feira.

No ferry-boat, passageiros enfrentaram fila e muita espera para embarcar
(Foto: Nara gentil/CORREIO)

No sentido contrário, ou seja, de Itaparica para Salvador, os passageiros que desembarcaram contaram que o movimento estava tranquilo, com pouca demanda.

Para o feriado de 12 de outubro (Nossa Senhora Aparecida), permanece em vigor a operação baseada nas normas estabelecidas na Resolução da Agerba, em razão da pandemia. As viagens irão acontecer nos seguintes horários: 5h, 6h, 8h, 10h, 11h, 12h, 14h, 15h, 16h, 18h, 19h, 20h e 22h, saindo de Salvador; e a partir da Ilha de Itaparica, às 5h, 6h, 8h, 9h, 10h, 12h, 13h, 14h, 16h, 17h, 18h, 20h e 22h, com algumas saídas extras nos momentos de maior demanda, de acordo com a disponibilidade dos ferries durante o período.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas