Salvador tem nova via ligando a Orla à Avenida Paralela

salvador
13.07.2020, 10:46:00
Atualizado: 13.07.2020, 14:38:42
(Gil Santos/CORREIO)

Salvador tem nova via ligando a Orla à Avenida Paralela

Trecho de 400 metros é uma ligação entre a Paralela e Patamares

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Quem estiver na Orla e precisar chegar à Avenida Paralela ou estiver no sentido contrário tem uma nova opção de rota a partir desta segunda-feira (13). A prefeitura concluiu e entregou o trecho de 400 metros que liga Patamares à Avenida Luís Viana Filho (Paralela). A expectativa da prefeitura é que a nova pista da Avenida Tamburugy ajude a equilibrar o fluxo de veículos da Avenida Orlando Gomes e região.

O prefeito ACM Neto participou da inauguração e disse que a obra já estava sendo feito antes da pandemia. "Essa via tem uma história, uma história longa...", afirmou. "Tivemos que dialogar muito, especialmente com o Ministério Público e com os órgãos de controle e fiscalização ambiental", afirmou.

Neto refletiu sobre as mudanças de mobilidade em Salvador. "Foi uma das coisas que a gente veio realizando desde o início do nosso governo, observando os principais pontos críticos, assim como as áreas de expansão, para defirnimos que intervenções poderiam e deveriam ser feitas com objetivo de melhorar a mobilidade de Salvador", afirmou. "Inclusive a própria Paralela. Lembro a situação dela em 2013. Inteiramente travada. Era um caos".

A construção da via ficou sob a responsabilidade da Transalvador, e o investimento foi de cerca de R$ 2,7 milhões oriundos de recursos do município. No trecho foram feitos serviços de pavimentação, de sinalização e de iluminação. 

(Foto: Gil Santos/CORREIO)

São duas pistas, uma para o sentido orla e outra em direção à Paralela. Cada pista conta com 10,5 metros de largura, distribuídos em duas faixas para tráfego de veículos, uma para estacionamento e uma ciclofaixa.

O superintendente da Transavador, Fabrizzio Muller, disse que ainda não existe uma estimativa de quantos veículos vão trafegar diariamente pela região, mas acredita que a via ficará movimentada por conta do shopping center e da faculdade que funcionam naquela área. 

“Essas ligações acabam tirando carga de outras vias, dividindo o fluxo, e isso é muito bom. No caso dessa aqui, a gente tinha uma antiga via que era conhecida como Estrada da Adelba, que acabava sendo utilizada nos dois sentidos. Agora, a gente consegue ter um binário, a Adelba vai no sentido Orla e a outra volta no sentido Paralela. Com isso, conseguimos espaço também para ciclofaixa, estacionamento, enfim, melhorando o fluxo”.

Segundo os dados da prefeitura, neste domingo (12), o nível de isolamento dos motoristas ficou em 32% a menos da quantidade normal que costuma está nas ruas aos domingos. "Esse tem sido o percentual aos domingos nas última semanas", afirmou Muller. 

Através da Diretoria de Iluminação Pública (Dsip), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), foram instalados na nova pista 101 pontos de iluminação e 228 luminárias, todos em LED.O vice-prefeito Bruno Reis, que até junho também era secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, participou da inauguração.

"Investimos aqui quase R$ 3 milhões, entre a conclusão da via, toda a sinalização e a modernização da iluminação toda em LED. Essa via vai ligar a região da Paralela à Orla, e é mais uma opção para ajudar na mobilidade de toda essa região da cidade", disse.

A construção da via faz parte de um conjunto de intervenções feitas na região por meio de uma contrapartida entre a Prefeitura e a iniciativa privada. A via tem saída na marginal à Paralela, entre o Shopping Paralela e a Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas