Santa Cruz marca estreia da Hyundai no universo das picapes

autos & etc
17.04.2021, 11:00:00

Santa Cruz marca estreia da Hyundai no universo das picapes

Conheça o novo utilitário da marca coreana, veja como ficou o Honda Civic 2022, saiba o preço do Mustang Mach 1 e confira o Audi Q4 e-tron

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Hyundai finalmente mostrou por completo a Santa Cruz. A primeira picape do fabricante coreano será comercializada inicialmente nos Estados Unidos, mercado onde esse tipo de veículo domina as vendas há quase 40 anos. Nas versões de entrada será oferecido um motor 2.5 litros com quatro cilindros e injeção direta, resultando em cerca de 192 cv de potência e 24,8 kgfm de torque. Nesse caso, a transmissão é automática de oito velocidades.

A primeira picape da Hyundai terá estrutura monobloco, como Fiat Toro e Renault Duster Oroch
A primeira picape da Hyundai terá estrutura monobloco, como Fiat Toro e Renault Duster Oroch
O utilitário será maior que a Fiat Toro e menor que a Toyota Hilux
O utilitário será maior que a Fiat Toro e menor que a Toyota Hilux
A estreia da picape será nos Estados Unidos, onde irá em breve concorrer com a Ford Marverick
A estreia da picape será nos Estados Unidos, onde irá em breve concorrer com a Ford Marverick
O interior da caminhonete é tecnológico e sofisticado
O interior da caminhonete é tecnológico e sofisticado
Ela conta com bloqueio de diferencial e freio de estacionamento elétrico
Ela conta com bloqueio de diferencial e freio de estacionamento elétrico
Há um grande porta-objetos sob o banco traseiro
Há um grande porta-objetos sob o banco traseiro
Na caçamba, existe um compartimento sob o assoalho
Na caçamba, existe um compartimento sob o assoalho

A opção mais potente tem o mesmo motor 2.5, mas terá outra calibração e turbo, chegando aos 278 cv e 42,8 kgfm. Nesse caso, o propulsor é acoplado ao câmbio automático com embreagem dupla, também de oito marchas. Em qualquer conjunto motriz a tração é integral.

O utilitário também oferece sistemas de segurança como controle de cruzeiro adaptativo, frenagem emergencial com detecção de obstáculos na pista e sensor para medir a atenção do motorista. Nos Estados Unidos irá concorrer com a Honda Ridgeline e, futuramente, com a Ford Marverick.

A Santa Cruz tem 4,97 m de comprimento, 1,90 m de largura, 1,69 m de altura e 3 m de distância entre-eixos. É 3 centímetros maior e 6 cm mais larga do que a Fiat Toro. Em relação a Toyota Hilux, é 34 cm menor e 1,5 cm mais larga.

MACH 1, A NOVA APOSTA
Depois de 17 anos, a Ford voltou a oferecer a versão Mach 1 do Mustang. No Brasil, a pré-venda começou ontem e as primeiras unidades começaram a ser entregues em junho. Mas o que há de novo? A Ford está mantendo o compromisso de ter a cada ano uma opção nova do carro esporte no país, que teve 1.732 unidades comercializadas desde o lançamento, em 2018. Começou com a GT Premium, depois lançou a série Black Shadow e agora a inédita Mach 1.

Com transmissão de dez velocidades, o motor é o mesmo nas três, o 5 litros V8. Mas na novidade deste ano ele foi recalibrado e entrega 483 cv de potência (17 cv a mais) e 56,7 kgfm de torque. Com elementos do Shelby GT 500 e uma estética exclusiva, o carro custa R$ 499 mil.

O Mustang Mach 1 acelera de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos

DÉCIMA PRIMEIRA GERAÇÃO
A Honda divulgou a primeira imagem oficial do Civic. A foto revela apenas a dianteira e a lateral do sedã, que tem um visual mais conservador do que o atual. O fabricante japonês irá revelar mais detalhes no dia 28 de abril, incluindo informações técnicas. A produção dessa nova geração no mercado brasileiro ainda não foi confirmada.

A nova geração do Civic terá todos os detalhes revelados no fim deste mês

ELÉTRICO EM NOVO FORMATO
A Audi segue ampliando seu portfólio de modelos elétricos e nesta semana revelou um novo SUV, o Q4 e-tron. Os modelos terão versões com dois tamanhos de baterias e três opções de motorização. Em termos de propulsão, os dois primeiros têm um motor elétrico que traciona as rodas traseiras, com uma potência de 170 cv e 204 cv, respectivamente.

O top de linha tem dois motores elétricos para a tração integral nas quatro rodas, e entrega 299 cavalos. A autonomia pode chegar até 520 km, de acordo com o ciclo WLTP, com uma única carga da bateria, dependendo da versão do Q4 e-tron. 

O elétrico Q4 terá duas opções de carroceria e autonomia para rodar até 520 km

TRATAMENTO IGUAL
Colaboradores da Volvo Cars Brasil serão beneficiados com nova política de licença parental igualitária de 180 dias. De acordo com o anúncio, o afastamento remunerado vale para igualmente tanto para os pais quanto as mães, e sem distinção de como a criança foi gerada.

A ação é parte do plano global da Volvo Cars para promover a equidade de gênero dentro da organização. Em todo o mundo, serão 40 mil funcionários beneficiados.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas