São Marcos passa a ter medidas restritivas a partir de sábado (6)

coronavírus
04.06.2020, 11:09:10
Atualizado: 04.06.2020, 14:33:32
(Marina Silva/Arquivo CORREIO)

São Marcos passa a ter medidas restritivas a partir de sábado (6)

Inclusão foi anunciada hoje pelo prefeito

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O bairro de São Marcos, em Salvador, passa a integrar a lista dos que têm medidas restritivas a partir de sábado (6), segundo anunciou nesta quinta o prefeito da cidade, ACM Neto.

Segundo os dados, são 230 casos de covid-19 em São Marcos - 215 nos últimos 30 dias e 15 nos últimos sete dias. São sete mortes pela doença no bairro. A princípio, São Marcos ficará sob as medidas por sete dias, mas o decreto pdoerá ser renovado caso não haja melhora no quadro.

"Eu vinha há algum tempo alertando para a situação de São Marcos. Vinha chamando atenção que São Marcos era um dos bairros que se destacava pelo volume de crescimento dos casos de coronavírus. É um bairro também que tem intensa atividade econômica, daí a necessidade de promovermos essas ações de interdição total da atividade econômica por pelo menos sete dias", pontuou o prefeito.

"Chegou a hora de entrar em São Marcos e peço a contribuição dos moradores, dos trabalhadores, das pessoas que estão no dia a dia do bairro", completou.

Morador do bairro, o estudante Douglas Correa, 25 anos, reclamu da situação do bairro. Ele disse que precisou de atendimento médico por conta de um caso de chikungunya no último sábado e conseguiu ter a dimensão da situação.

"As pessoas aqui não estão fazendo distanciamento social nenhum. São Marcos segue na normalidade, as únicas coisas que não estão funcionando aqui de fato são escolas e parte do centro comercial. O resto está completamente normal, como se nada estivesse acontecendo. As pessoas estão adoecendo, vizinhos meus morreram, são vários casos se acumulando e as pessas não estão nem aí", desabafou.

Fica suspensa a realização de qualquer atividade econômica, formal e informal, no bairro, só sendo permitido o funcionamento de daquelas consideradas essenciais, a exemplo de supermercados, farmácias e estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery, sem retirada no local, além de serviços de saúde.

Depois de duas semanas, o prefeito anunciou também que Cosme de Farias não terá mais as medidas. "Nós ficamos no bairro de Cosme de Farias exatamente por 14 dias e estou anunciando a conclusão do trabalho lá. A gente entende que conseguiu importantes conquistas, reduzimos o número de novos casos de coronavírus, a taxa de crescimento, a velocidade de crescimento do coronavírus lá. Conseguimos fazer um trabalho de conscientização da comunidade", avalia.

Desde que começaram as ações de isolamento setorizado,  17.689 testes rápidos foram feitos e destes 2.985 deram positivo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas