Sem chance de bater meta, Vitória precisa refazer as contas

e.c. vitória
27.11.2020, 05:00:00
Eduardo Barroca não conseguirá alcançar meta que traçou para o Vitória (Letícia Martins/ ECVitória)

Sem chance de bater meta, Vitória precisa refazer as contas

Projeção do técnico Eduardo Barroca no começo do returno não poderá ser alcançada diante do CRB

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

É hora de pegar a calculadora e refazer as contas rubro-negras. A meta estabelecida pelo técnico Eduardo Barroca para o começo do segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro já não é mais possível de ser alcançada. O comandante havia projetado somar no mínimo 10 pontos nos cinco primeiros jogos, mas às vésperas da quinta rodada do returno o Leão soma apenas metade disso e, portanto, um triunfo contra o CRB não será suficiente para chegar ao número previsto. 

"Nas minhas projeções, eu coloquei três situações distintas nesses cinco primeiros jogos, nesse primeiro bloco de cinco, onde a gente joga três em casa e duas fora. Caso a gente queira ter uma perspectiva de brigar em cima a gente teria que fazer nesse primeiro bloco de cinco no mínimo dez pontos", afirmou o treinador no dia 8 deste mês, logo após a derrota por 2x1 para o Sampaio Corrêa, na estreia do returno. No entanto, o máximo que o time conseguirá alcançar são oito pontos. Isso se vencer a equipe alagoana.

Na 16ª colocação, com 26 pontos, o Vitória recebe o CRB no sábado (28), às 18h30, no Barradão. A distância para a zona de rebaixamento é de cinco pontos. Primeiro time do grupo de degolados, o Náutico soma 21 e aparece em 17º lugar. A diferença para o G4 é de mais do que o dobro. O Juventude tem 37 pontos e é o 4º colocado. É ele que o adversário da vez mira. Com 32 pontos, o CRB está na 9ª posição.  

Depois da derrota para o Sampaio Corrêa, na estreia do returno, o Leão venceu o Figueirense por 3x0 e empatou sem gols com Ponte Preta e Náutico. Os dois primeiros jogos aconteceram no Barradão. Já a partida contra a equipe pernambucana foi disputada no estádio dos Aflitos, no Recife. Os resultados nas quatro primeiras rodadas fazem com que o Leão tenha a sétima pior campanha do returno da Série B. O aproveitamento é de 41,67%.

Os números são melhores do que os apresentados no primeiro turno, quando o Vitória amargou a quinta pior campanha da Série B, com aproveitamento de apenas 36,84%, mas ainda não é suficiente para conquistar a tranquilidade e a subida na tabela que Eduardo Barroca projetou. O treinador, inclusive, está em dívida com a torcida. O aproveitamento rubro-negro com ele no comando é de apenas 29,62%. Em nove jogos, foram três derrotas, cinco empates e apenas um triunfo.  

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas