Sem máscara, Bolsonaro acompanha blitz da PRF e causa aglomeração

brasil
06.06.2020, 13:06:00
Atualizado: 06.06.2020, 13:06:44

Sem máscara, Bolsonaro acompanha blitz da PRF e causa aglomeração

Presidente não quis responder sobre novas regras de divulgação dos casos de coronavírus

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) acompanhou uma blitz da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na manhã deste sábado (6), em Planaltina, região administrativa do Distrito Federal. Ele foi até o local de helicóptero e ficou por cerca de uma hora. 

Acompanhado pelo pastor Silas Malafaia e alguns de seus ministros, todos sem máscaras, Bolsonaro cumprimentou e tirou fotos com apoiadores, causando aglomerações. Ele foi questionado sobre as mudanças nas regras de divulgação dos dados de casos de covid-19, mas não quis responder. Pouco antes, pelas redes sociais, o presidente escreveu que as informações passaram a ser divulgadas às 22h para evitar "subnotificação e inconsistências".

Enquanto Bolsonaro esteve no local, agentes da PRF não pararam veículos, de acordo com o jornal O Globo. O presidente tirou fotos com agentes e gravou um vídeo destinado a 600 pessoas aprovadas em um concurso da corporação, que foram convocados recentementes.

No último fim de semana, Bolsonaro já havia acompanhado um operação da PRF em Abadiânia (GO). Após a visita em Planaltina, ele seguiu, novamente de helicóptero, para o Forte de Santa Bárbara, em Formosa (GO), onde irá ao Comando de Artilharia do Exército, inaugurado recentemente. O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, também participam.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas