Sem vencer há três jogos, Bahia liga sinal de alerta na temporada

e.c. bahia
10.02.2022, 14:56:00
Guto acredita em evolução, mas desempenho do Bahia tem deixado os tricolores insatisfeitos (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Sem vencer há três jogos, Bahia liga sinal de alerta na temporada

Tricolor perdeu duas seguidas e tem pior início de ano desde 2013

A derrota para o Barcelona de Ilhéus, por 1x0, quarta-feira, na Fonte Nova, fez crescer a preocupação no Bahia. Foi o segundo tropeço seguido do time que, antes, havia perdido para o Atlético de Alagoinhas, no Carneirão, por 2x1, pela Copa do Nordeste.  

O revés pelo estadual fez o tricolor completar o terceiro jogo consecutivo sem vencer. Em sete partidas, o Esquadrão venceu duas, perdeu duas e empatou três - a conta inclui os cinco jogos do time principal, sob o comando de Guto Ferreira, e dois que foram disputados pela equipe de transição. 

Ao todo, o aproveitamento da equipe é de 43%, pior início de temporada desde 2013. Naquele ano, o Bahia repetiu a atual campanha e também conquistou apenas duas vitórias nos sete primeiros jogos.

Para completar, os insucessos estão acompanhados de apresentações que deixam a desejar. Nem mesmo nos jogos em que venceu, o Bahia conseguiu empolgar o seu torcedor. Apesar dos problemas, o técnico Guto Ferreira garante que está cada vez mais perto de encontrar o time ideal e defende que a equipe tem mostrado evolução. 

“Não estou longe, não [da formação ideal], eu estou bastante perto. Esse é o momento de buscar o melhor dos atletas e jogar com a situação de que muitas vezes é melhor o atleta descansado do que o jogador com mais qualidade, cansado. Então, equilibrar a equipe e equilibrar características. Nos setores certos, nível de velocidade, nível de força e, às vezes, a gente não consegue encaixar a equipe como um todo. Mas vamos chegar nisso rapidamente”, disse o treinador.

Entre os tricolores, a insatisfação com a fase da equipe foi demonstrada nas arquibancadas da Fonte Nova. Durante a partida contra o Barcelona, gritos de olé foram cantados de forma irônica quando o time do interior tocava a bola. E o Esquadrão deixou o campo sob vaias ao fim do primeiro e do segundo tempo. 

Porta-voz da diretoria, o gerente de futebol João Paulo Sanches afirmou, em pronunciamento, que o clube está ciente da situação e garantiu esforços para reverter a fase ruim.

"Esse momento do Bahia precisa ser um pouco mais direcionado, de maneira mais forte. O Bahia precisa de resultado, estamos cientes disso. O nosso departamento de futebol, comissão técnica, as reuniões são constantes. A nossa indignação com esses resultados sempre nos pauta nos próximos dias, e vamos virar essa página", afirmou.  

O clube começa a sentir na tabela os efeitos do momento turbulento. No Campeonato Baiano, por exemplo, está fora da zona de classificação para as semifinais. Depois de cinco jogos, o Bahia é o quinto colocado, com seis pontos, um a menos do que o Atlético de Alagoinhas, que fecha o G4. E ainda pode perder até duas posições no complemento da rodada. 

Na Copa do Nordeste, a situação é mais tranquila, já que o time fez somente dois jogos no torneio. O Esquadrão é o atual quinto colocado do grupo B, com três pontos, e pode voltar à zona de classificação caso vença o Globo, sábado (12), às 17h45, na Fonte Nova.

Mesmo assim, o sinal de alerta no regional também está ligado. Como a competição é de tiro curto - oito rodadas na fase de grupos -, qualquer vacilo pode colocar em risco a classificação para as quartas de final. O Ceará lidera a chave, com sete pontos, enquanto Altos, CRB e Náutico aparecem na sequência com quatro cada.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas