Sequestradores que extorquiram comerciante em Ibipeba são presos

bahia
08.04.2021, 19:02:00
Atualizado: 08.04.2021, 19:02:53
(Foto: Divulgação/SSP)

Sequestradores que extorquiram comerciante em Ibipeba são presos

Dupla exigia R$11 mil para liberar a vítima e foi localizada pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Dois criminosos foram presos no município de Ibipeba, região da Chapada Diamantina, após sequestrarem um comerciante na última quarta-feira (7). O comerciante é natural de Itaberaba, a 280 km de Salvador.

A dupla exigiu a quantia de R$ 11 mil para liberar a vítima, segundo informações da Polícia Civil. Nas investigações, equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) recuperaram o dinheiro e um veículo pertencente à vítima.   

Coordenador de Repressão a Extorsão Mediante Sequestro do Draco, o delegado Odair Carneiro explicou que, primeiramente, a polícia prendeu um dos criminosos com parte do dinheiro e o carro.

"Continuamos na diligência e encontramos o outro envolvido na extorsão mediante sequestro, também com parte do dinheiro”, disse o delegado.

Ainda segundo Carneiro, a dupla relatou que já estava planejando praticar outro delito da mesma natureza nos próximos dias. “Eles já tinham envolvimento em outros crimes na região”, acrescentou.   

As ações foram coordenadas pelo Draco, com participação da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Irecê), da 12ª Coorpin/Itaberaba, da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública (SI/SSP) e da Coordenação de Operações Especiais (COE).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas