Sesi concorre a prêmio de US$ 100 mil em Abu Dhabi

salvador
07.01.2020, 15:08:00
Atualizado: 07.01.2020, 15:08:27
(Gilberto Jr/Coperphoto/Sistema Fieb )

Sesi concorre a prêmio de US$ 100 mil em Abu Dhabi

Apenas uma instituição brasileira de ensino médio concorre à premiação

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Brasil terá apenas uma instituição do ensino médio representante entre os 30 finalistas do Prêmio Zayed de Sustentabilidade, e é baiana. Nesta sexta-feira (10), dois estudantes, Nicole Melo de Almeida, 16 anos, e Jeferson do Espírito Santo Costa, 16, e um professor da Escola SESI Djalma Pessoa embarcam para Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, onde participarão da solenidade oficial da premiação.

O anúncio oficial dos vencedores será no domingo (12). Ao todo, seis escolas de ensino médio serão consagradas como vencedoras da premiação 2019. Caso a escola baiana seja vencedora, receberá US$ 100 mil (aproximadamente R$ 408 mil na cotação atual).

De acordo com a gerente de Educação do SESI Bahia, Cléssia Lobo, caso a escola baiana seja vencedora, o montante será investido no programa de iniciação científica da escola, voltado para tecnologias verdes. 

“Nosso objetivo é impulsionar ainda mais o trabalho de iniciação científica na escola e tornar o SESI uma referência na formação de estudantes e capacitação de professores nesta área”, destaca Cléssia Lobo. Este ano, o Prêmio Zayed recebeu um recorde de 2.373 inscrições, de 129 países.

Além da instituição baiana, uma escola do México e outra da Colômbia representam a América Latina na premiação.

Para o professor Fernando Moutinho, que elaborou o projeto que concorre ao Prêmio Zayed, a fundação que promove o prêmio é conhecida mundialmente pelo engajamento ambiental e por estimular iniciativas de educação para os objetivos do desenvolvimento sustentável.

“A educação do SESI Bahia estar inserida neste ambiente da indústria, posiciona a Rede SESI de Educação com viés tecnológico e inovador, dialogando com a sustentabilidade. Participar de um grupo tão seleto de projetos finalistas com uma relevância mundial na área de educação científica que sempre busquei trabalhar é uma realização”, diz Moutinho, que também viajou para Abu Dhabi, junto com os alunos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas