SiSU 2019: vagas disponíveis para o segundo semestre já podem ser consultadas

educamais
23.05.2019, 15:52:52
Foto: Shutterstock

SiSU 2019: vagas disponíveis para o segundo semestre já podem ser consultadas

Inscrições acontecem entre 04 e 07 de junho

As vagas disponibilizadas para a segunda edição deste ano do Sistema de Seleção Unificada já podem ser consultadas, desde a manhã desta quinta-feira (23), no site do SiSU 2019. A consulta permitirá aos candidatos visualizar os cursos e perfis de vagas ofertados pelas instituições de ensino no processo seletivo. Apesar do acesso às informações ser permitido, as inscrições acontecerão apenas entre 04 e 07 de junho.

Na ocasião, os estudantes poderão consultar as notas de corte do SiSU 2019, sempre divulgadas às 00h, para evitar a sobrecarga do sistema. Inclusive, na primeira edição deste ano, muitos estudantes foram às redes sociais para registrar as queixas relativas à indisponibilidade do sistema motivada pelo aumento da frequência de divulgação das pontuações, o que aumentou significativamente o tráfego no site do processo seletivo.

Quem pode fazer o SiSU?
Podem se candidatar às oportunidades os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 e que não obtiveram nota zero na redação. Quem participou de edições anteriores do SiSU e foi selecionado, mas não cursa nenhuma graduação no momento, também pode concorrer.

O que é o SiSU?
O SiSU é o sistema informatizado do Ministério da Educação (MEC) que compila todas as vagas disponibilizadas por universidades e demais instituições públicas de ensino, a cada edição, em cada processo seletivo. Os selecionados realizam a matrícula e iniciam a graduação no respectivo semestre.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas