Sonda Insight da Nasa pousa em Marte

mundo
26.11.2018, 17:11:00
Concepção artística da sonda em Marte (Foto: Nasa/Divulgação)

Sonda Insight da Nasa pousa em Marte

Objetivo é analisar e investigar mais detalhes sobre o planeta

A sonda Insight, da agência espacial americana Nasa, pousou na superfície de Marte nesta segunda-feira, 26. A aproximação da nave e o pouso foram transmitidos ao vivo pela agência espacial.  A confirmação do pouso ocorreu às 17h53 (horário de Brasília) e foi comemorada por cientistas que acompanhavam o procedimento no centro de controle da missão, em Pasadena, na Califórnia.

A sonda, que leva instrumentos para detectar calor e vibrações sísmicas nunca medidas fora da Terra, foi construída para explorar as profundezas do planeta vermelho. O pouso ocorreu depois de a nave percorrer 548 milhões de quilômetros durante uma jornada de seis meses no espaço profundo. 

A extensão da sonda será de seis metros, com o peso chegando em 360 kg. Os intrumentos devem funcionar por 1 ano de Marte - cerca de 2 anos da Terra. 

A apreensão para o pouso era grande. "Com Marte nada está nunca garantido. Marte é difícil", resumiu no domingo Thomas Zurbuchen, chefe da seção científica da Nasa, que aprovou essa missão de quase 1 bilhão de dólares.

Outros lançamentos
Esta é primeira vez desde 2012 que um artefato tenta pousar sobre Marte, depois do veículo Curiosity da Nasa, o único atualmente ativo na superfície do planeta vermelho. Só os Estados Unidos conseguiram colocar artefatos no planeta. Mais da metade das 43 tentativas de levar a Marte robôs, satélites ou otros - executadas por agências espaciais de todo o mundo - falharam.


***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas