Sonho do carro 0km pode ser realizado por menos de R$ 35 mil

salvador
31.07.2020, 06:30:00
(Foto: Divulgação/PxHere)

Sonho do carro 0km pode ser realizado por menos de R$ 35 mil

CORREIO buscou especialista para dar dicas de como juntar dinheiro para comprar carro novo

Em um de seus clássicos, Ivete Sangalo cantou que andar a pé 'é lenha' e para evitar esse infortúnio valia até um carrinho velho. No entanto, o grande sonho de consumo de pessoas como o estudante Márcio Bittencourt é o de levantar uma grana para comprar um carro 0km. Ele estuda preços, levanta orçamentos e barga as melhores opções de pagamento para realizar esse sonho antigo, aposentando o seu carro atual: um Fiat Uno, ano 2010.

Concessionárias de Salvador estão oferecendo uma série de benefícios para manter o mercado aquecido. Na CAOA Cherry D21 Motors, na Paralela, o Tiggo 2 manual, na versão 19/20, está com preço promocional. “Oferecemos nota fiscal de fábrica. Estamos vendendo ele por a partir de R$ 59.790,80. Ele foi montado em 2019, mas já traz o modelo de 2020”, afirma Paula Cardoso, gerente de vendas.

O SUV Tiggo 2 19/20 sai por menos de R$60 mil na Caoa Chery D21 Motors (Foto: Divulgação)

A CAOA também tem uma opção de mais luxo: o Tiggo 5x top de linha sai por R$92.990. A concessionária oferece uma série de vantagens como troca de usado pelo preço da tabela Fipe, ou primeira parcela para 2021 ou emplacamento total grátis. O pagamento pede entrada de 60% e permite parcelamento do valor restante em até 36x.

Se a intenção é gastar menos, o carro mais barato do Brasil é o Renault Kwid Life 1.0. A partir de R$ 34.990, vem com o basicão. Se quiser direção elétrica, ar-condicionado e limpador do vidro traseiro, é preciso escolher a versão seguinte, a Zen, que sai a partir de R$ 42.490.

Na Imperial Honda, a oferta da vez é o Honda Fit EX 19/20. O carro tem taxa zero e dá a possibilidade de pagamento da primeira parcela após três meses da compra. O valor é R$82.690, com entrada de 50%, o que corresponde a R$41.345 e mais 36 parcelas que ficam por R$1.223.49 já com as correções bancárias.

Honda Fit é vendido com taxa 0 na Imperial Honda (Foto: Divulgação)

Na Columbia é possível parcelar a Montana LS 1.4 em até 60x de R$1.200 e entrada de R$19 mil. Quem tem família grande pode levar a Spin Activ por R$79.368. A concessionária oferece troco na troca, exige pagamento de entrada de 30% e divide em até 47 parcelas de R$1.299. O carro tem versões de 5 ou 7 lugares para caber toda a galera.

Na Ford Indiana, o Ka 1.0 SE 20/20 pode ser comprado por a partir de 49.210. "Ele já tem ar condicionado, direção elétrica, trava elétrica das portas, vidros elétricos, som com comandos de voz, entrada USB. É um pacote muito interessante. Também há a garantia de 3 anos de fábrica, sem limite de quilometragem", explica Leonardo Ferreira, gerente de vendas da Indiana Ford.

Presidente da regional baiana da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Raimundo Valeriano aponta que o mercado chegou a ter queda de 80% na média de vendas em Salvador durante os três últimos meses por conta da pandemia do coronavírus. A média na capital baiana era de 4.500 carros 0km vendidos por mês.

Além disso, as concessionárias também enfrentam o problema de falta de estoque: as fábricas ficaram paradas e por conta disso a reposição de peças ficou comprometida e mesmo com a venda girando entre 15% e 20% ficou difícil de disponibilizar vários tipos de veículos.

"A expectativa é que a partir de agosto isso comece a se regularizar. O consumidor ainda não voltou com toda a força então vamos enfrentar muitas dificuldades", diz.

Dica é juntar maior entrada possível

Professor do curso de Economia da Unifacs e educador financeiro, Moisés Conde dá a grande dica: dar o maior valor de entrada possível para diminuir a quantidade ou valor das parcelas - isso diminui o valor do carro.

"No carro, existe também a possibilidade do consórcio, que muita gente pensa que é um investimento, mas não é. Você não vai ganhar dinheiro com o consórcio, mas se o seu objetivo é a compra de um carro ele é uma boa opção porque ele vai ter forçar a fazer uma poupança. Ele é uma poupança forçada, vai te fazer economizar para comprar", diz o especialista.

Moisés Conde explica que o sonho do carro próprio é um dos mais comuns de se ouvir, mas é importante pensar em todos os gastos que um automóvel exige para além do seu valor de compra: combustível, IPVA, seguro e gastos com documentação precizam ser contabilizados.

"É um gasto recorrente, não só o preço do carro. Se você é uma pessoa que utiliza o carro uma ou duas vezes no dia, que precisa para uma locomoção breve às vezes é mais vantajoso optar por outro meio de transporte, talvez os aplicativos, ou um aluguel quando for o caso de uma viagem por exemplo", diz o economista.

Também é muito importante saber poupar para engordar a sua entrada. E nada de tratar a poupança como o que sobra do mês: "porque se você deixa para poupar o que sobrar, é possível que não sobre nada porque os gastos vão surgindo.  Quem de fato quer poupar tira o dinheiro para a poupança como se fosse mais uma conta a pagar todo mês. A ideia é que você estipule um percentual da sua renda, de 10, 20 ou 30%, mas todo mundo tem condição de poupar, é preciso que você estabeleça o quanto de acordo com a sua realidade, e seus padrões de gasto e consumo".

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas