Sony e Disney entram em acordo, e Homem-Aranha volta ao MCU

variedades
27.09.2019, 15:45:16
Atualizado: 27.09.2019, 15:52:31
(Divulgação)

Sony e Disney entram em acordo, e Homem-Aranha volta ao MCU

Detalhes econômicos do acordo não foram divulgados pelas empresas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Sony Pictures e a Disney anunciaram nesta sexta-feira, 27, que irão desenvolver um novo filme juntos sobre o Homem-Aranha, com Tom Holland como protagonista. A decisão vem um mês depois de ambas as empresas romperem colaboração em torno do super-herói aracnídeo de Marvel.

A Disney, dona de Marvel Studios, e Sony Pictures, que tem direitos sobre o Homem-Aranha, planejam lançar um novo filme em 16 de julho de 2021, que dará continuidade ao Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017) e Homem-Aranha: Longe de Casa (2019), que juntos arrecadaram mundialmente mais de US$ 2 bilhões de dólares.

O acordo alcançado pela Sony Pictures e Disney permitirá que o Homem-Aranha continue aparecendo nas próximas produções da Marvel Studios, como ocorreu no recente Vingadores: Ultimato (2019). "Estou muito satisfeito que a jornada de Homem-Aranha continue no universo cinematográfico da Marvel", disse o presidente do estúdio Kevin Feige em um comunicado para a imprensa.

"Tivemos uma ótima colaboração nos últimos quatro anos e nosso desejo mútuo de continuar era o mesmo de muitos fãs", disse o chefe de comunicações da Sony Pictures Entertainment, Robert Lawson. "Estamos muito satisfeitos em avançar juntos."

Sony e Disney concordaram em 2015 que quando o Homem-Aranha fosse protagonista no filme da Sony, a Disney, em troca, poderia incluir o super-herói como mais um personagem no resto dos filmes da Marvel Studios.

Segundo especialistas, o motivo da quebra de acordo, em agosto, foi porque a Disney quis reconsiderar o contrato e compartilhar com a Sony tanto o financiamento quanto os benefícios derivados em 50% dos filmes do Homem-Aranha, algo que a Sony rejeitou.

Por enquanto, os detalhes econômicos do novo acordo fechado entre a Sony Pictures e a Disney não foram divulgados.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas