Substituto de Moisés, Giovanni comemora polivalência no Bahia

e.c. bahia
21.08.2019, 16:12:00
Atualizado: 21.08.2019, 16:45:11
Utilizado como meia, Giovanni vai ser o titular da lateral tricolor no Independência (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia )

Substituto de Moisés, Giovanni comemora polivalência no Bahia

Lateral e meia, jogador será titular contra o Atlético-MG

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A ausência de Moisés, expulso no empate contra o Goiás, vai abrir espaço para que Giovanni possa atuar em sua posição de origem. Opção de Roger Machado para encarar o Atlético-MG, neste sábado (24), às 11h, no estádio, o jogador tem sido utilizado no meio-campo nos últimos jogos e afirma que a polivalência é o seu diferencial. 

"Hoje em dia todo jogador tem que saber marcar e defender, tem sido o diferencial no futebol moderno. Eu fazer duas, três funções, me ajuda muito e dá opções para o treinador. Tenho jogado em outras funções, buscado o meu espaço. Onde tiver que jogar vou dar o meu melhor", explicou o jogador.

Giovanni disse ainda que possui características diferentes das de Moisés, mas que está pronto para ajudar o tricolor.

"A gente tem que também tentar exercitar essa função na linha de quatro, que é importante, dar essa consistência para equipe. Tenho uma característica mais de sair para o jogo e temos que fazer essa parte defensiva que tem sido muito importante. O treino de hoje foi para isso também. A gente vai procurar fazer da melhor forma possível", disse Giovanni.

Olho lá
Contra o Atlético-MG, Giovanni esperar ser uma espécie de espião para o Bahia. Apesar de não ter jogado no Galo, ele defendeu o rival, América-MG, durante as temporadas 2017 e 2018, e conhece todos os atalhos do estádio Independência.

"Gramado muito bom de se jogar, estádio que torcedor exerce muita pressão, como a nossa também. Não tem segredo, é tentar jogar nosso futebol. Temos totais condições de buscar nosso triunfo. É botar a bola no chão e jogar porque se ficar só se defendendo vai sofrer – afirmou o atleta", finalizou o lateral.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas