Suspeito é morto pela PM durante perseguição em Candeias

bahia
07.06.2018, 15:20:00
Atualizado: 07.06.2018, 19:23:20

Suspeito é morto pela PM durante perseguição em Candeias

Policiais faziam operação, quando houve abordagem a grupo de homens armados

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um suspeito de ligação com tráfico de drogas e homicídios foi morto nesta quinta-feira (7) pela Polícia Militar em Candeias, Região Metropolitana de Salvador.

Identificado somente como Púia, ele tentou fugir de uma abordagem policial e se escondeu em uma casa no bairro do Sarandi. Segundo a PM, quando ficou encurralado, ele atirou nos policiais e foi morto quando estes revidaram.

A morte aconteceu durante uma ação da 10ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Candeias). Batizada de Operação Varredura, a ação apreendeu armas, munições, drogas e placas de coletes.

Durante as diligências, os policiais viram um grupo se comportando de modo estranho e, quando foram abordar os suspeitos, eles se espalharam e fugiram.

(Foto: Divulgação)

Na fuga, Púia entrou em uma residência e foi perseguido por alguns PMs. De lá, ele atirou na direção dos policiais. No revide, acabou baleado, afirma a PM. O suspeito foi levado ao Hospital Ouro Negro, mas não resistiu aos ferimentos.

Com Púia, a PM apreendeu um revólver calibre 32, um par de placas de colete balístico, uma capa preta com emblema de uma empresa de segurança, quatro munições e maconha. Ele era suspeito de ter paticipado de um atentado que terminou com mortos e feridos no bairro de Nova Candeias, na terça passada.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas