Suspeitos de assaltar casa de ex-governador César Borges são identificados

bahia
26.01.2015, 19:07:00
Atualizado: 26.01.2015, 19:32:54

Suspeitos de assaltar casa de ex-governador César Borges são identificados

Os ladrões entraram no condomínio por um portão traseiro, onde há um píer, que ficou aberto por conta do movimento intenso no local, onde acontecia uma festa

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

(Foto: Arquivo CORREIO)

A polícia identificou quatro dos cinco suspeitos de assaltar a casa do ex-governador da Bahia e ex-ministro César Borges em Itaparica. Segundo o delegado Lúcio Ubirecê, da 19ª Delegacia (Vera Cruz), a polícia faz buscas na região pelos suspeitos, que são pessoas já com passagens por roubos e conhecidos na localidade. A identificação foi feita com ajuda de câmeras de segurança do condomínio.

Os bandidos usavam máscaras cobrindo o rosto, mas mesmo assim a polícia conseguiu identificar quase todos. O delegado explica: "A gente está fazendo análise pelo perfil, pelo físico, pela forma de andar, para chegar nesses suspeitos", disse ao Correio24horas. Ele afirma que apenas cinco bandidos - e não seis - aparecem nas filmagens. Eles não chegaram a ver o ex-ministro, que estava dentro da casa, porque ficaram somente na parte da piscina, do lado de fora.

Os ladrões entraram no condomínio por um portão traseiro, onde há um píer, que ficou aberto por conta do movimento intenso no local, onde acontecia uma festa - o aniversário de Bárbara Borges, filha do ex-governador. A maré estava baixa e isso também ajudou os ladrões.

Para o delegado, não foi um crime planejado - eles viram o portão aberto e aproveitaram o momento. "Foi uma ação que não foi planejada, foi espontânea mesmo", acredita. "O condomínio é bem murado, com cerca elétrica, tem segurança bem razoável, tem seguranças", diz. Um dos seguranças estranhou a movimentação dos homens e acionou um alarme. Com medo, os bandidos interromperam o assalto, que durou cerca de 15 minutos, e fugiram. "Isso assustou eles e aí eles não concluíram totalmente a ação".

Mais de 25 pessoas estavam na área da piscina. Os bandidos roubaram quatro celulares, três correntes e uma carteira. "Eles anunciaram o assalto, apontaram arma para algumas pessoas. Ninguém ficou ferido, mas fica aquele desconforto, o susto, ficaram chateados", explica Ubirecê. Um dos ladrões tinha um revólver calibre 32 e outro um facão. Um terceiro estava usando uma câmera velha para simular ser um revólver por debaixo da camisa.

Os ladrões fugiram a pé pelo mesmo portão, que fica a cerca de 10 metros da casa. 


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas