Suspeitos de ataque ao ônibus do Bahia vão responder por tentativa de homicídio

e.c. bahia
09.03.2022, 20:15:00
Câmeras de segurança flagraram momento em que ônibus do Bahia foi atacado (Foto: Reprodução )

Suspeitos de ataque ao ônibus do Bahia vão responder por tentativa de homicídio

De acordo com delegada, envolvidos foram identificados e intimados

Os acusados de participação no ataque ao ônibus do Bahia vão responder por tentativa de homicídio. Pelo menos é o que garante a delegada Francineide Moura, que investiga o caso. Em entrevista à TV Bahia, nesta quarta-feira (9), a delegada contou que o crime foi premeditado. A polícia recebeu a perícia em um dos veículos usados no atentado e ficou confirmada a presença de artefatos explosivos. 

"Eles chegaram ao local por volta de 17h40 e a ação ocorreu por volta de 20h. Eles estavam ali há muito tempo aguardando o ônibus do clube passar", explicou Francineide Moura.

"Nós temos certeza que não foi uma situação ao acaso, foi algo programado, tiveram tempo para preparar os materiais explosivos. Essas pessoas vão responder por tentativa de homicídio", completou.

Ainda de acordo com a delegada, a Polícia Civil já identificou os suspeitos todos eles são membros da torcida organizada Bamor e já foram intimados. Dois foram ouvidos na sexta-feira (25), um dia após o atentado. 

As identidades não foram divulgadas, mas um dos dois carros usados na ação pertence ao presidente da Bamor, Half Silva. Ele esteve na delegacia um dia após o crime e prestou depoimento. Half alega que estava em Feira de Santana no dia do atentado, acompanhando o duelo entre Bahia de Feira e Coritiba, pela Copa do Brasil. O carro teria sido deixado na sede da Bamor e foi utilizado por alguém não teria sido identificado.

Imagens de câmera de segurança flagraram o momento em que o ônibus do Bahia foi atacado. Na ação, o goleiro Danilo Fernandes e o lateral Matheus Bahia foram atingidos por estilhaços e ficaram feridos. Danilo precisou ser socorrido para um hospital e passou a noite internado. Ele teve cortes nas pernas, braços, pescoço e no rosto próximo ao olho. 

No momento do ataque, o Bahia chegava na Fonte Nova para a partida contra o Sampaio Corrêa, pela Copa do Nordeste. O ônibus tricolor era acompanhado por viaturas da Polícia Militar, mas ainda assim foi atacado. Um carro que passava no momento também foi atingido pelos explosivos. Por sorte, a motorista teve apenas ferimentos leves. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas