Taxistas baleados no Nordeste de Amaralina seguem internados no HGE

salvador
09.01.2019, 10:45:00
Atualizado: 09.01.2019, 11:56:35

Taxistas baleados no Nordeste de Amaralina seguem internados no HGE

Caso está sendo investigado pela 28ª Delegacia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os dois taxistas que foram baleados no início da noite desta terça-feira (8), durante uma troca de tiros entre policiais e traficantes no Complexo do Nordeste de Amaralina, deixaram a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral do Estado (HGE), onde estavam internados.

A informação foi divulgada pelo presidente da Associação Geral dos Taxistas (AGT), Ademilton Paim. De acordo com ele, Osmário Rodrigues da Silva, 67 anos, baleado no peito, e Marco Antônio Rodrigues da Silva, 55, ferido na coxa direita, foram transferidos para ala do semi-intesivo depois de passarem por cirurgias na madrugada desta quarta-feira (9). 

Osmário, que chegou na unidade de saúde em estado mais grave, teve o projétil retirado pelos médicos. Já Marco precisou fazer um procedimento devido a uma fatrura no fêmur em decorrência da bala. O estado de saúde dos dois é estável. Ambos chegaram ao HGE depois de serem socorridos por populares.

De acordo com Denis, Osmário foi atingido no peito após estacionar o veículo na casa da família. Marco, que estava de folga, foi baleado enquanto pintava a grade de casa. Os dois são colegas de profissão e vizinhos de rua. 

Só no ano passado, calcula o presidente do AGT, três taxistas foram baelados na região. Um dele teve sua casa invadida por PMs e os outros dois foram alvejados durante trocas de tiros. 

"Foi uma fatalidade. Chegaram atirando sem cuidado, mas sempre quem sofre é o trabalhador", disse o presidente.

Terceira vítima
Uma terceira pessoa também acabou ferida. Ela foi identificada, de acordo com a polícia, como Keven dos Santos Souza, 18. De acordo com informações registradas no Posto da Polícia Civil do HGE, o jovem estaria na companhia de mais três homens quando os policiais foram recebidos a tiros. Eles, ainda de acordo com informações do boletim, foram os responsáveis pelos disparos. 

Aos investigadores do Posto da Polícia Civil da unidade de saúde, policiais da 40ª CIPM (Nordeste de Amaralina) relataram que estavam realizando rondas na região quando o grupo, ao avistar a guarnição, atirou contra à viatura, atingindo um dos retrovisores e o parabrisa. Ao revidar a ação, ainda de acordo com os PMs, Keven acabou sendo baleado. Ele foi socorrido pelos próprios policiais até o HGE, onde continua internado. Não há informações sobre o seu estado de saúde.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o caso está sendo investigado pela 28ª Delegacia (Nordeste de Amaralina) e não há, até o momento, nenhuma novidade sobre o caso.

*com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas