Testagem de turistas e vacina em igrejas começa neste sábado; veja estratégia

entre
04.12.2021, 06:00:00
(Divulgação/Sesab)

Testagem de turistas e vacina em igrejas começa neste sábado; veja estratégia

Rodoviária, aeroporto e shoppings terão postos de imunização neste final de semana

Diante do avanço da ômicron, a nova ameaça global da pandemia, a prefeitura de Salvador reforçou a artilharia contra a covid-19 e criou barreiras específicas para tentar conter a entrada da variante na cidade. A principal linha de combate entrou em operação neste fim de semana, com a testagem de turistas e passageiros que que desembarcam no aeroporto da capital.      

Para a infectologista Adielma Nizarala, da Secretaria Municipal de Saúde de Salvador (SMS), ao tomar essa atitude, o prefeito deixa claro o ‘sinal amarelo’, ligado para alertar as pessoas do perigo da nova variante. “Estamos numa situação diferente de meses atrás. Não é um cenário de pânico e sim um cenário que precisa de atenção para que seja verificado como essa variante se comporta", diz.  

A especialista explica ainda que a testagem de turistas, realizada no Aeroporto, tem a função de identificar precocemente a chegada da variante na cidade. O teste realizado não será obrigatório, mas qualquer pessoa, independente de estar ou não com sintomas, pode ser testada no Aeroporto. O exame realizado será o antígeno e, caso o resultado seja positivo, será coletado um RT-PCR para fazer, em parceria com o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), um sequenciamento genético que pode identificar a nova variante.  

"Vamos fazer testes de antígeno no sábado e no domingo no aeroporto para ampliar as precauções e proteger a nossa barreira sanitária já pensando na variante ômicron", disse Bruno.

O gestor ainda falou que Salvador pode voltar a abrir leitos caso a variante se espalhe e gere mais casos graves. "Caso seja de fato mais agressiva e demande a abertura de novos leitos, nós estamos preparados", garantiu. 

Inclusive, o surgimento da variante ômicron tornou-se mais um empecilho para definir a realização ou não do Carnaval em 2022. O prefeito ressaltou a impossibilidade da gestão municipal tomar uma decisão sobre a festa e falou sobre a importância da vacinação para que decisões do tipo fossem viabilizadas. "Vamos ser francos, se fosse pra definir hoje, não teríamos Carnaval em 2022", considera.  

Estratégia de vacinação quer chegar mais perto do povo 
Já o reforço na parte da imunização tem a função de aumentar a quantidade de pessoas completamente vacinadas na cidade. “Nós estamos chamando as pessoas para completar seu esquema vacinal. Até agora, o que a gente tem visto é que as vacinas respondem bem a essa variante e, caso haja necessidade de modificação, isso é possível ser feito em 90 dias”, explica a infectologista.  

O objetivo da prefeitura é colocar pontos de imunização nos locais mais movimentados da cidade para aplicação de primeira, segunda e terceira doses.

"A novidade é que vamos ter equipes volantes de vacinação nas áreas de grande circulação de Salvador. Teremos vacinação nos shoppings, nas estações de transbordo, nas instituições religiosas. Lugares com muita movimentação pra deixar a vacina mais perto do povo", disse Reis. 

A vacinação vai acontecer das 8h às 18h. Pessoas que moram em outras cidades também poderão se vacinar, pois não é necessário ter o nome cadastrado no site da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) para ter acesso às doses. É necessário levar original e cópia do documento de identidade com foto, carteira nacional de vacinação digital (ConectSUS) atualizada, cartão de vacina e comprovante de residência da cidade onde mora. 

Um dos locais que vai ter ponto de vacinação é a Basílica do Senhor do Bonfim. No domingo, o fiel poderá ir para a Missa e ficar protegido da covid. “Eu tenho dito que Deus nos protege e ele sempre faz a sua parte, mas nós precisamos também fazer a nossa. E nesse momento, é importante que todos estejam vacinados, que todos tenham os cuidados necessários para conter a pandemia”, pede o padre Edson Menezes, reitor do espaço.  

Por enquanto, ainda não vai ter restrição para não vacinados 
Bruno diz não descartar a possibilidade de estabelecer medidas restritivas para não vacinados em Salvador. Porém, ele afirma que isso ainda é mesmo só uma possibilidade.

"Enquanto eu tiver vacinas disponíveis, não vou adotar medidas para induzir a vacinação. Estamos indo pela ampliação do diálogo e deixando a vacina mais próxima das pessoas. Caso as doses fiquem paradas, podemos adotar isso exigindo cartão de vacinação em áreas públicas e privadas", pontuou. 

O prefeito fez questão de destacar ainda que, se aplicar restrições, vai reforçar a fiscalização para que estas sejam cumpridas. "Não vamos adotar medidas que não sejam fiscalizadas a rigor. Pra gente avançar nisso, um dos critérios é que sejam cumpridos. Não adianta você exigir vacina em bares, restaurantes e shoppings centers e, na prática, não funcionar", afirmou.  

Brasil já tem seis casos da ômicron  
Nesta sexta-feira, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) do Rio Grande do Sul confirmou mais um caso da variante ômicron no país. Trata-se de uma mulher que voltou de viagem da África do Sul na última semana. Ela recebeu duas doses de vacina e o único sintoma relatado foi febre. Ela está em isolamento domiciliar. Com esse caso, o número de infectados passou de zero para seis em apenas três dias.  

Na Bahia ainda não foi identificado nenhum caso do tipo. No entanto, para a infectologista da SMS, é só uma questão de tempo para o estado ter um caso confirmado.

“Não tem como não chegar aqui, pois o mundo hoje é sem fronteiras. As pessoas vêm assintomáticas, não sabem que estão com o vírus e espalham numa cadeia quase impossível de controlar. O que precisamos é ter calma e identificar o mais rápido possível esses casos para fazer o isolamento”, diz. 

Reportada à Organização Mundial da Saúde (OMS) pela África do Sul no dia 24 de novembro, ou seja, na semana passada, em menos de dois dias a variante ômicron foi considerada de preocupação por ter 50 mutações e pode ser facilmente transmissível. Tanto é que, atualmente, diversos países de todos os continentes reportam os primeiros casos confirmados e até suspeitos de transmissão comunitária da variante. 

Embora seja mais transmissível, ainda não há algum estudo científico que mostre a ômicron como uma variante mais agressiva do que as demais. “Não tem nenhuma morte associada a essa cepa. Ela tem acometido sempre com sintomas leves e, aparentemente, vai evoluir com maior número de casos”, diz Nizarala. Isso significa que ainda não há uma associação da presença da ômicron com casos graves e mortes por covid-19.  

Até essa sexta-feira, a Bahia tinha registrado 1,3 milhão de casos de covid, sendo 3.237 ativos, e mais de 27 mil mortes por causa da doença. Apenas 53% da população do estado tomou as duas doses da vacina.  

Confira o esquema vacinal neste final de semana:  

Sábado (4): 

Público-alvo: 
1ª dose para pessoas com 12 anos ou mais; 
1ª dose para adolescentes com comborbidades, gestantes, puérperas com idade entre 12 e 17 anos; 
2ª dose da Coronavac com aprazamento até 04/12/2021 
2ª dose da Oxford e Pfizer com aprazamento até 03/01/2021; 
3ª dose dos imunossuprimidos com 2ª dose recebida até 06/11/2021;  
3ª dose para pessoas com 18 anos ou mais com 2ª dose recebida até 06/07/2021. 

Locais de vacinação: 
Shoppings: Barra, da Bahia, Itaigara e Bela Vista. Este último funcionará somente no formato drive thru 
Estações de transbordo: Lapa e Mussurunga 
Feira de São Joaquim 
Aeroporto de Salvador 
Terminal rodoviário 

Domingo (5) 

Público-alvo: 
1ª dose para pessoas com 12 anos ou mais; 
1ª dose para adolescentes com comborbidades, gestantes, puérperas com idade entre 12 e 17 anos; 
2ª dose da Coronavac com aprazamento até 05/12/2021 
2ª dose da Oxford e Pfizer com aprazamento até 04/01/2021; 
3ª dose dos imunossuprimidos com 2ª dose recebida até 07/11/2021;  
3ª dose para pessoas com 18 anos ou mais com 2ª dose recebida até 07/07/2021. 

Locais de vacinação: 
Instituições religiosas: Igreja do Bonfim, Nossa Senhora do Ó, Conceição da Praia, Assunção, Nossa Senhora Aparecida, Igreja Universal 
Aeroporto de Salvador 
Terminal rodoviário 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas