Torcedores do Bangu criam abaixo-assinado contra contratação do goleiro Bruno

Futebol
06.03.2017, 13:47:00

Torcedores do Bangu criam abaixo-assinado contra contratação do goleiro Bruno

Possibilidade do jogador atuar no time do Rio de Janeiro foi levantada pelo advogado de Bruno

Torcedores do Bangu, clube de futebol do Rio de Janeiro, criaram um abaixo-assinado contra a possível contratação do goleiro Bruno, condenado por matar a ex-namorada Eliza Samudio, em 2010. A possibilidade da ida do jogador para o tradicional time carioca, foi levantada após o advogado do goleiro afirmar que ele recebeu mais de 12 propostas desde que deixou a penitenciária.

No documento feito pelos torcedores, o grupo chama de esdrúxula a ideia de contratar Bruno e qualifica como “absurdo sequer imaginar um assassino condenado pela morte, com requintes de crueldade e frieza, de sua ex‐namorada e mãe do seu filho”. O abaixo-assinado foi lançado na última sexta-feira (3) e até a manhã desta segunda (6) já havia sido assinado por 266 pessoas. 

Goleiro Bruno deixou a cadeia em que estava em Minas Gerais e quer voltar a jogar futebol profissionalmente
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Nas redes sociais, torcedores de outras equipes também manifestaram a rejeição na possibilidade de contar com Bruno em seus time. Em entrevista ao jornal Extra, Luiz Henrique Lessa, diretor executivo do Bangu, afirmou que a história é um factoide e descartou a possibilidade do goleiro ser contratado. 

Eliza Samudio desapareceu em 2010 e o corpo dela nunca foi encontrado. Na época, ela era mãe do filho recém nascido de Bruno, então goleiro do Flamengo, que não reconhecia a paternidade da criança. Bruno foi condenado pela Justiça de Minas Gerais em 2013 a 17 anos e seis meses em regime fechado pelo homicídio. No último dia 24 ele deixou a cadeia beneficiado por um habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas