Torcida organizada protesta no Barradão antes de Vitória x Chape

e.c. vitória
17.01.2021, 19:31:06
Atualizado: 17.01.2021, 19:55:56
Torcedores pregaram uma foto de Carneiro com camisa do Bahia num caixão (Divulgação)

Torcida organizada protesta no Barradão antes de Vitória x Chape

Integrantes levaram caixão e cruzes; presidente Paulo Carneiro foi o principal alvo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Integrantes de uma torcida organizada do Vitória fizeram um protesto na frente do Barradão na tarde deste domingo (17), pouco antes do início do duelo do rubro-negro com a Chapecoense pela 35ª rodada da Série B. O Leão empatou em 0x0 e está no Z4 da competição.

O protestou poupou o técnico Rodrigo Chagas e os atletas do elenco. As críticas foram direcionadas à diretoria, sobretudo à figura do presidente Paulo Carneiro. O presidente do Conselho Deliberativo, Fábio Motta, e o presidente do Conselho Fiscal, Jailson Reis, também foram alvo.

Dirigentes atuais e antigos foram lembrados no protesto (Foto: Divulgação)

A torcida organizada chegou a levar um caixão de madeira para o protesto. Nele, estava pregada uma foto de Paulo Carneiro vestindo a camisa do Bahia, da época em que ele foi diretor de futebol do clube rival, em 2009.

Fotos de outros dirigentes e ex-dirigentes também apareceram pregadas a caixões de papelão. Foram lembrados os ex-presidentes Alexi Portela Júnior e Adhemar Lemos e o ex-vice-presidente Manoel Matos. Todos apoiaram Carneiro nas eleições à presidência em 2019.

Vários dos integrantes estavam sem máscara no protesto (Foto: Divulgação)

Os torcedores também levaram várias cruzes, simbolizando cada uma das contratações feitas pela gestão de Paulo Carneiro. Eles também protestaram contra o atraso de salários de funcionários e atletas.

"Presidente tá com dinheiro e funcionário sem comer", gritaram os torcedores na entrada do estádio. 

Vídeos e fotos mostram que muitos dos torcedores estavam sem máscara, mesmo em meio à segunda onda de contaminação da covid-19. Apesar do número de torcedores, não houve tumulto no local e o protesto foi pacífico.

Torcedores protestaram contra atrasos de salário (Foto: Divulgação)


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas