Traficante preso no Rio administrava três plantações de maconha

brasil
27.01.2021, 10:55:46
Atualizado: 27.01.2021, 11:37:25
(Foto: Divulgação)

Traficante preso no Rio administrava três plantações de maconha

Estudante de direito foi preso por tráfico

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um estudante de direito foi preso em flagrante acusado de tráfico de drogas no Rio de Janeiro. Ele administrava três sítios com plantação de maconha do tipo skunk, com três mil pés da droga, em Marica, na região metropolitana do Rio. Segundo a rádio BandNews, o jovem também revendia a dogra na capital do estado e em Niterói. 

Felipe Coutinho Vaz, de 31 anos vai responder por tráfico de drogas. Skunk é um tipo de maconha com maior poder alucinógeno.

Segundo a Polícia, as plantas eram cultivadas numa espécie de galpão com estufas, além de equipamentos de ventilação, de controle de temperatura e iluminação. Cada quilo da droga era vendido a R$ 30 mil, e cada colheita, rendia entre três e cinco quilos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas