Transexual morta no Lobato é sepultada na Baixa de Quintas

salvador
25.02.2015, 19:36:00
Atualizado: 25.02.2015, 19:45:36

Transexual morta no Lobato é sepultada na Baixa de Quintas

Ela foi morta com golpes de faca na cabeça, pescoço e tórax dentro de casa

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Keity foi morta a facadas
(Foto: Divulgação)

O corpo de Itamar Sena Passos, 33 anos, transexual que usava o nome de Keity, foi sepultado na tarde desta quarta-feira (25) no cemitério Baixa de Quintas. Ela foi morta com golpes de faca na cabeça, pescoço e tórax dentro de casa, no bairro de Santa Luzia do Lobato, no Subúrbio Ferroviário de Salvador.

Segundo nota do Grupo Gay da Bahia (GGB), Keity foi encontrada morta em cima da cama com cerca de dez perfurações causadas por uma arma do tipo faca. Testemunhas disseram que o crime foi cometido por um homem que mantinha relacionamento com a vítima.

No último dia 20, uma travesti foi achada morta na avenida Heitor Dias, em Salvador. Ela foi atingida por três disparos de arma de fogo na perna e cabeça, e não teve a identidade divulgada pela polícia. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso, mas não há pistas.

"Muitas trans são mortas nesse ambiente de pista, por falta de oportunidade de um trabalho socialmente aceito", diz o fundador do GGB, o professor Luiz Mott.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas