TV Paga perde 521,77 mil assinantes em 12 meses

brasil
24.12.2018, 10:38:29
Em dois anos, o volume de assinantes da TV Paga caiu 7,08%, segundo dados da Anatel (Foto: Divulgação)

TV Paga perde 521,77 mil assinantes em 12 meses

Na Bahia, o número de assinaturas no mesmo período teve queda de 4,92%

O país perdeu de 521,77 mil assinantes nos últimos 12 meses, queda correspondente a 2,88%. Em dois anos, o volume de assinaturas de canais pagos de televisão reduziram 7,08% no mesmo período. Os números de novembro foram divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Atualmente são 17,58 milhões de contratos ativos.

Na Bahia, o cenário também é de queda com 545.320 acessos até novembro deste ano. No acumulado dos 12 meses, os contratos chegaram a uma queda de 4,92%. Já de novembro de 2016 para cá, a diminuição é quase o dobro: 11,28% na quantidade de acessos no estado – 614.635 contra 545.320 – ou seja, 69.315 assinantes a menos. 

Ainda de acordo com a Anatel, os quatro maiores grupos de TV por Assinatura no Brasil detinham 17,09 milhões de contratos ativos (97,18% do total) em novembro de 2018. O grupo Claro/NET totalizou 8,67 milhões (49,33%) seguido da Sky, com 5,23 milhões (29,76%), da Oi, com 1,60 milhão (9,11%), e da Vivo, com 1,58 milhão (8,97%). Dessas, apenas a Oi apresentou crescimento nos últimos 12 meses com mais 111,28 mil assinaturas (+7,46%). Fato similar ao registrado na variação de outubro e novembro de 2018, quando a Oi obteve mais 2,96 mil assinantes (+0,19%).

Brasil

Em novembro, as cinco unidades da federação com os maiores mercados de TV por Assinatura no país eram o estado São Paulo, com 6,50 milhões de contratos (37,00%), Rio de Janeiro, com 2,37 milhões (13,50%), Minas Gerais, com 1,55 milhões (8,84%), Rio Grande do Sul, com 1,23 milhão (7,01%), e Paraná com 815,02 mil (4,64%). Todos tiveram redução no número de contratos ativos nos últimos 12 meses e na variação de novembro de 2018 com o mês anterior.

Apenas nove estados registraram algum crescimento no número de assinantes da TV paga entre novembro de 2018 e o mesmo mês do ano passado. Os três maiores percentuais ocorreram no Maranhão, aumento de 20,35 mil contratos ativos (+11,60%), no Amazonas, mais 11,69 mil (+3,97%), e no Tocantins, mais 1,51 mil (+3,52%). Entre outubro e novembro deste ano, o Maranhão, com mais 2,33 mil assinaturas (+1,20%), foi o único estado brasileiro a apresentar crescimento no serviço de TV por Assinatura.


***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas