Vacina de sarampo é estendida para crianças de 06 a 11 meses em Salvador

bahia
13.08.2019, 19:35:00
Atualizado: 14.08.2019, 16:44:56
(Arquivo CORREIO)

Vacina de sarampo é estendida para crianças de 06 a 11 meses em Salvador

Medida acontece depois de Ministério da Saúde incluir Salvador na lista de cidades com surto ativo da doença

O Correio oferece acesso livre a todas as notícias relacionadas ao coronavírus. Entendemos que informação séria e confiável é importante nesse momento. Colabore para que isso continue. Assine o Correio.


Após a confirmação de um caso de sarampo, Salvador foi incluída em lista elaborada pelo Ministério da Saúde com as cidades no chamado ‘estado de surto ativo’ para o sarampo. Em razão do alerta e por recomendação do Ministério da Saúde, Salvador estendeu a faixa etária que deverá tomar a vacina contra o sarampo. Agora, devem ser vacinadas também as crianças de 06 a 11 meses.

“Como o sarampo é uma doença em eliminação no país, a ocorrência de um único caso, seja importado ou não, já é suficiente para colocar a cidade nesse status de surto ativo, que significa locais onde ações devem ser feitas para intensificar a vacinação”, explica a subcoordenadora de doenças imunopreveníveis da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Doiane Lemos. 

O alerta dado pelo Ministério aconteceu depois que um caso da doença foi confirmado na cidade, que não tinha registros da doença desde 1999. O caso, ocorrido com uma menina de 12 anos que mora na cidade, foi importado. A garota contraiu o vírus em uma viagem para a Espanha. As crianças incluídas no público da vacinação se juntam aos baianos de 1 a 39 anos, que já deviam se vacinar.

A proteção contra o sarampo faz parte das chamadas vacinas de rotina, o que significa dizer que suas doses ficam disponíveis durante todo o ano nas unidades de saúde. No último sábado (10), foi realizado o Dia D de vacinação contra a doença. Na ocasião, segundo a SMS, mais de 40 mil pessoas compareceram às unidades para se proteger.

Desse total, cerca de 20 mil iniciaram ou completaram o esquema vacinal, ou seja, quase metade dos indivíduos que procuraram os postos já estava protegida e não precisou ser revacinada.

“É importante salientar que a vacinação permanece nos postos, portanto quem não se vacinou durante o Dia D deve procurar uma das 129 unidades de saúde na rede básica o quanto antes para verificar a situação vacinal. Também ressaltamos que a imunização não é indiscriminada, ou seja, é avaliada a situação vacinal pessoa a pessoa. Quem já tomou a vacina não precisa ser revacinado porque já está protegido”, alerta Doiane.

A situação vacinal, citada pela subcoordenadora, é avaliada de acordo com a idade de cada pessoa. Quem tem de 01 a 29 anos deve ter em seu cartão de vacinação duas doses da vacina. Para quem tem de 30 a 49 apenas uma dose é necessária.

No caso das crianças de 06 a 11 meses, incluídas no público desde a última semana pela orientação do Ministério, a dose de vacinação é extra, o que significa que ao completar um ano, a criança deve procurar uma unidade de saúde e seguir as orientações para tomar normalmente as duas doses do ciclo normal de vacinas. “Essa é uma dose que não vai ser validada na rotina de vacinação. Por conta do alerta de surto, a orientação do Ministério é proteger principalmente as crianças com essa dose extra, porque elas são mais vulneráveis”, explica Lemos. 

Reunião
Também acompanhando os casos da doença, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realizou, na manhã desta terça-feira (13), a primeira reunião da Sala de Situação do Sarampo. O encontro, para definir estratégias para o bloqueio e manejo de casos de sarampo no Estado, aconteceu no auditório Marlene Carvalho, na Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep). Estavam presentes diretores e técnicos da Sesab envolvidos nas ações de atenção à saúde, prevenção e controle da doença. 

Os encontros devem continuar acontecendo quinzenalmente e, segundo a Sesab, podem acontecer com intervalos menores caso seja necessário. Num segundo momento, também deverão participar da Sala de Situação representantes de outras entidades, como a Secretaria de Educação e o Cosems (Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde da Bahia).

“Esse é um momento de alerta, um momento em que é necessário intensificar as ações, aumentar a cobertura vacinal e capacitar profissionais para o diagnóstico do sarampo", destacou a coordenadora  do Programa de Imunização da Sesab, Akemi Erdens.

Segundo a Sesab, nenhuma ação especial foi tomada no interior do estado e nenhum caso da doença foi registrado no resto da Bahia. As vacinas, como de costume, seguem disponíveis nas unidades de saúde. Até a última sexta-feira, 62,9% das crianças do estado já estavam protegidas, segundo informou a pasta. 

Importados 
O caso responsável por incluir Salvador na lista dos 43 municípios com alerta de surto ativo é considerado importado porque o vírus foi contraído fora da cidade. Além do caso da garota de 12 anos, outros dois casos foram notificados em território baiano. O primeiro de um jovem de 19 anos, natural de São Paulo, que passou a trabalho por Porto Seguro. Já o segundo caso, de uma soteropolitana de 28 anos, que reside em São Paulo e veio a Salvador de passagem.

Por serem residentes da capital paulista, os dois casos foram computados como ocorridos em São Paulo, já que o critério de controle desses casos é o de residência do paciente. Segundo o Ministério da Saúde, até o momento, foram registrados 1.226 casos da infecção entre 12 de maio e 3 de agosto. Do total, 1.220 estão concentrados em São Paulo, 4 no Rio de Janeiro, 1 na Bahia e outro, no Paraná. 

Na Bahia, segundo a Sesab, desde o início do ano, houve 190 casos suspeitos. Desses, 96 foram descartados, 1 confirmado com vírus importado da Europa e 93 ainda estão em investigação.


*Com orientação do chefe de reportagem Jorge Gauthier 

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/abner-pinheiro-publica-foto-com-bebe-nunca-vou-desistir-de-voce/
Briga após influencer baiano descobrir que não é o pai de sangue de bebê foi o assunto mais comentado nas redes sociais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-polemica-com-teste-de-dna-e-traicoes-sthe-vai-processar-abner/
Briga após influencer baiano descobrir que não é o pai de sangue de bebê foi o assunto mais comentado nas redes sociais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/em-live-com-miley-cyrus-anitta-e-chamada-de-icone-pop-brasileiro/
Cantoras conversaram via Instagram e dançaram Rave de Favela
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ajustes-deixaram-a-ranger-mais-competitiva/
Em vídeo, Antônio Meira Jr., explica o que mudou na picape da Ford
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-teste-de-dna-e-traicoes-abner-e-sthe-ganham-mais-de-16-mi-de-seguidores/
Treta após baiano descobrir que não é o pai de sangue de bebê foi o assunto mais comentado do mundo nas redes sociais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/baco-exu-do-blues-lanca-ep-contra-o-tedio-da-quarentena/
Preso em casa, artista produziu nove faixas em três dias
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bolsonaro-muda-o-tom-e-diz-que-coronavirus-e-maior-desafio-da-nossa-geracao/
Presidente criticou isolamento mais rígico e voltou a ser alvo de panelaços; veja vídeos em Salvador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/leo-picon-admite-ser-o-ex-em-comum-de-manu-gavassi-e-rafa-kalimann/
Participantes do BBB falaram, no programa, que já se relacionaram com a mesma pessoa
Ler Mais