Vagão do metrô descarrila e tomba em Salvador

salvador
31.05.2022, 09:54:20
(Reprodução/Redes sociais)

Vagão do metrô descarrila e tomba em Salvador

Seis passageiros ficaram feridos no acidente

Dois trens do metrô de Salvador descarrilaram após uma batida envolvendo um caminhão de serviço na manhã desta terça-feira (31), em Salvador. O acidente aconteceu no trecho entre as estações Pirajá e Bom Juá, na Linha 1. Seis pessoas ficaram feridas no acidente.

Segundo o coordenador do Samu Salvador, Ivan Paiva, duas pessoas feridas foram atendidas pelo serviço médico e transferidas para o Hospital do Subúrbio. Ao todo, foram deslocadas cinco ambulâncias do Samu para atender a ocorrência.

Ainda de acordo com o médico, algumas pessoas que estavam nos vagões foram deslocadas pela CCR para as estações do metrô.

Passageiros e funcionários feridos

Dos feridos, dois são funcionários da CCR e quatro são passageiros que estavam em um dos vagões.

Com o impacto da colisão, os passageiros - duas mulheres adultas, uma idosa e um homem - acabaram sendo projetados para frente, dentro do vagão.

(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)

Segundo o médico, eles apresentavam dores abdominais e por isso foram transferidos para o Hospital Geral do Estado e Hospital Municipal.

'Achei que a casa estava caindo', diz moradora que ouviu batida do metrô

Forte impacto assustou moradores

Imagens feitas por testemunhas mostram a força do impacto entre os dois equipamentos. Moradores ficaram assustados com o acidente. Em alguns vídeos é possível ver fumaça saindo do local onde houve a colisão. 

"Foi um barulho muito grande, achei que alguma casa estava caindo e saí correndo", contou a dona de casa Rejane Nascimento, 27 anos. Mas, ao sair, se deparou com a batida entre o vagão e o carrinho de manutenção. Havia fumaça saindo do trem.

Moradores contaram que os passageiros conseguiram abrir uma das portas do trem para sair do vagão. No impacto da batida, o carrinho da manutenção foi projetado para fora dos trilhos, derrubou a grade e  invadiu a parte de matagal.

Linhas alternativas

A linha 1 do serviço está operando entre os terminais Acesso Norte até a Lapa, nas duas direções. Não há previsão de quando o serviço será restabelecido. A linha 2 está operando normalmente.  

O trecho da BR-324 na região de Pirajá teve congestionamento após o acidente.

Duas linhas emergenciais foram criadas ligando as estações de transbordo atendidas pela linha que deixou de operar. São elas Lapa x Pirajá e Pirajá x Acesso Norte, que farão o mesmo trajeto realizado pelo metrô. O atendimento será feito de forma emergencial até que a operação do metrô seja normalizada. Todas as demais linhas de ônibus da cidade permanecem sem alteração.

"A CCR Metrô Bahia está atuando com todas as suas equipes de segurança, manutenção e atendimento para prestar todo o atendimento necessário e minimizar os impactos da ocorrência", diz a empresa em nota.

Causas do acidente

AInda não se sabe o que causou o acidente. Segundo o diretor da CCR Bahia, André Costa, o incidente se deu durante a inserção de novo trem para atender ao horário de pico. 

"Na hora que a gente tava fazendo a inserção do novo trem, houve uma falha com nosso rebocador, que ocasionou com que o trem se deslocasse mais rapidamente do que o previsto e entrasse na via de serviço mais rapidamente, encostando no último trem de um carro que vinha passando", explicou. "Ao encostar, os dois tiveram uma fricção e ocasionaram uma parada de ambos os trens". O rebocador, também chamado de carro de serviço, é um veículo amarelo que aparece nas imagens do acidente.


***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas