Valéria: chamas em galpão da Ortobom atingiram 20 metros

salvador
29.06.2019, 18:03:00
Atualizado: 01.07.2019, 17:54:27
(Foto: Divulgação/Codesal)

Valéria: chamas em galpão da Ortobom atingiram 20 metros

Foram usados 15 mil litros de água para debelar o incêndio; houve perda total

As chamas que atingiram um galpão da Ortobom que funciona no bairro de Valéria, na Rua Eurico Temporal, na madrugada deste sábado (29), chegaram a uma altura de 20 metros. Segundo informações do coordenador de Operações do Corpo de Bombeiros, o capitão André Matos, foram usados 15 mil litros de água para debelar o incêndio, que foi considerado de grande proporção. O galpão possuía 12 metros de altura e, aproximadamente, o tamanho de um ginásio de esporte. Durante o incêndio, a estrutura do teto, que era de um material metálico, desabou. 

No local estavam armazenados material para confecção de colchões, máquinas, compressores e colchões prontos. Houve perda total. Os bombeiros conseguiram impedir que as chamas passassem para outro galpão que funciona como depósito de colchões e fica a 1,5 metro de distância do que foi destruído pelo fogo. Não houve vítimas e as chamas não atingiram imóveis vizinhos.

No entanto, uma família que morava no imóvel mais próximo ao galpão teve que sair de casa por conta da alta temperatura do local, mas a estrutura da  habitação não foi comprometida, segundo informações do Corpo de Bombeiros. Representantes da Defesa Civil de Salvador (Codesal) também estiveram no galpão e informaram que há risco de desabamento.

Foto: Divulgação/Codesal

De acordo com o capitão, um vigia ouviu um estouro na parte interna do galpão, na madrugada, e logo em seguida já foi surpreendido pelas chamas. Foi então que ele acionou o Corpo de Bombeiros. Ainda não se sabe o que provocou o incêndio. Só o resultado da perícia da Polícia Técnica é que vai apontar as causas.

As equipes chegaram ao local por volta das 4h. A operação durou até 7h e contou com três viaturas de combate a incêndio do Corpo de Bombeiros, uma viatura de resgate, um caminhão pipa da Embasa, além da atuação de 25 bombeiros. Além do Corpo de Bombeiros, técnicos da Embasa, Codesal e os brigadistas do local atuaram no combate.

O espaço que pegou fogo pertence à fábrica de colchões Ortobom e fica em frente a outro galpão da empresa de colchões, que pegou fogo há três meses

A dona de casa Kátia Oliveira, 47, que mora em uma casa em frente ao galpão, conta que foi acordada pelos vizinhos com a notícia do incêndio. De acordo com ela, às 4h20, ela ainda estava dormindo, quando ouviu os vizinhos gritando na porta da casa para ela acordar. Quando abriu a porta do imóvel, viu as chamas altas e saiu correndo de casa só com uma sacola com todos os documentos. 

 Após três meses e dez dias do primeiro incêndio na rua, ela ainda contabiliza os prejuízos. Precisou reformar parte da casa com recursos próprios. “Nada foi feito em relação a minha família e aos meus vizinhos que tiveram prejuízo. Tenho uma vizinha que precisou sair de casa e não voltou ainda e o vizinho de trás, que um muro desabou em cima da casa dele”.

Quem também foi acordado pelos vizinhos por conta do incêndio foi o morador da Rua Carlos Roberto dos Santos, 56. “A rua toda desceu. A gente nunca sabe a proporção que vai ter, então tem que sair de casa correndo”. Ele contou ainda que dessa vez o fogo atingiu a casa do vizinho e quebrou a janela, mas que o estrago foi bem menor do que o  incêndio anterior.

Em nota, a Ortobom informou que  o galpão atingido pelo incêndio era alugado pela empresa para estocar madeiras e que o incidente não vai interferir na produção para abastecimento ao estado da Bahia. "A empresa atenderá todos os clientes normalmente", garantiu.

Confira a nota da Ortobom na íntegra:

A Ortobom informa, através de sua assessoria de imprensa, que o incêndio ocorrido no bairro de Valéria na madrugada de sexta para sábado, ocorreu em um galpão alugado pela empresa para

estocar madeiras. O fogo foi controlado pelo corpo de bombeiros e não houve vítimas. Ainda não se sabe a causa do incêndio, a qual será esclarecida após perícia.

O incidente não vai interferir na produção para abastecimento ao estado da Bahia. A empresa atenderá todos os clientes normalmente.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/thiaguinho-chora-ao-cantar-musica-que-escreveu-para-fernanda-souza-veja/
Cantor começou a se emocionar durante a canção 'Deixa Tudo Como Está'
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/dancarino-morre-e-outras-duas-pessoas-ficam-feridas-em-ataque-de-faccao/
Três homens e uma mulher em um carro atiraram contra moradores em São João do Cabrito
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/jovem-se-finge-de-gato-e-mia-embaixo-da-cama-para-nao-ser-achado-por-policiais/
Ele é suspeito de ter participado de um latrocínio em Fortaleza
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/do-cordel-a-escultura-leitores-fazem-homenagens-para-correio/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/homem-deixa-delegacia-e-volta-atacar-publico-lgbt-na-porta-de-unidade/
Na madrugada, Edson Macedo invadiu bar Caras e Bocas, destruiu local e agrediu clientes e artistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/triste-sina-da-mulher-ketchup-8-anos-depois-erenildes-aguiar-enfrenta-depressao/
Sem a fama de antes, arrependida e com doença severa, Erenildes vive de remédios e trancada dentro de casa
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-55-anos-igreja-mae-de-salvador-ganha-altar-definitivo-com-reliquia-de-santa-dulce/
Entronização do altar foi feita por Dom Murilo na Catedral Basílica, no Terreiro de Jesus
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/daniela-mercury-lanca-o-clipe-de-rainha-da-balburdia-assista/
Lançamento seria dia 2 de dezembro, mas foi antecipado pela cantora
Ler Mais