Venda de carros cai no Brasil após 27 meses

economia
03.09.2019, 09:40:04
Atualizado: 03.09.2019, 09:57:29

Venda de carros cai no Brasil após 27 meses

Em agosto, a retração foi de 2,25%, segundo a Fenabrave, federação que reúne as concessionárias

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Depois de 27 meses de alta, o mercado de veículos novos teve em agosto queda em relação a igual mês do ano anterior. O resultado reflete a desaceleração na demanda de clientes corporativos - como locadoras, produtores rurais e outros frotistas - que até então sustentava o crescimento nas vendas, com base em descontos oferecidos pelas montadoras. 

Em agosto, a retração foi de 2,25%, segundo a Fenabrave, federação que reúne as concessionárias. Foram 243 mil unidades emplacadas no País, considerados automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. 

No acumulado do ano, no entanto, o desempenho do mercado continua positivo: foram emplacados 1,794 milhão de veículos, alta de 9,9% em relação a igual período do ano passado.

A expansão vista no setor automotivo desde 2017 é puxada basicamente por consumidores pessoa jurídica. Mesmo com a economia frágil, esses clientes encontraram condições vantajosas para comprar veículos, uma vez que as montadoras ofereciam descontos para liberar estoques. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas