'Venho estudando muito o Grêmio', avisa técnico Ramon Menezes

e.c. vitória
26.07.2021, 15:28:00
Atualizado: 26.07.2021, 15:28:58
Volante Pablo Siles reforça o Vitória contra o Grêmio, na Copa do Brasil (PIETRO CARPI / ECVITÓRIA)

'Venho estudando muito o Grêmio', avisa técnico Ramon Menezes

Sem Wesley e Dinei, Vitória está pronto para confronto da Copa do Brasil

O Vitória está pronto para encarar o Grêmio no primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. As duas equipes se enfrentam na terça-feira (27), às 21h30, no Barradão. O elenco finalizou a preparação nesta segunda-feira (26), na Toca do Leão. Os titulares fizeram apenas atividades regenerativas. Os demais atletas participaram de um treino comandado pelo auxiliar técnico Thiago Kosloski.

Para a partida, o técnico Ramon Menezes não poderá contar com os atacantes Wesley e Dinei, que se machucaram na derrota por 2x1 para o CSA, no último sábado (24), pela Série B do Brasileiro. Wesley torceu o tornozelo direito. Dinei machucou o joelho esquerdo e aguardo o resultado de exames para diagnóstico mais preciso. 

O comandante rubro-negro não revelou quais jogadores serão os substitutos e nem se vai voltar a adotar o esquema com três zagueiros diante do Grêmio. "Eu tenho mais um dia para pensar. Vamos levar a campo pode ter certeza um time bem competitivo, focado e concentrado", desconversou Ramon Menezes. "Tem jogadores que a gente sabe que fazem muita falta, mas é passar confiança e mostrar a importância de todos no grupo".

O lateral direito Raul Prata, o volante Fernando Neto e os zagueiros Wallace e Thalisson Kelven seguem vetados pelos médicos. Já o volante Pablo Siles e o atacante Guilherme Santos voltam a ficar à disposição. Eles não atuaram contra o CSA na última rodada da Série B porque estavam suspensos.

O técnico Ramon Menezes prevê um jogo difícil e quer o Vitória concentrado do início ao fim. "É um jogo de 180 minutos. Temos que entrar muito ligados e focados. É um jogo que tem que ter uma inteligência muito grande. É de muita concentração. Os erros acontecem, mas têm que ser minimizados", afirmou o treinador.

"Já venho estudando muito o Grêmio. Já mudou a maneira de jogar, muito bem treinado, não tenho o que falar do professor Felipão, tem grandes jogadores. É passar muita confiança para os atletas para que a gente possa fazer um grande jogo", projetou Ramon. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas