Vídeo: Garoto mostra língua e faz dancinhas enquanto pai é entrevistado ao vivo

em alta
22.10.2021, 20:03:00
(Reprodução)

Vídeo: Garoto mostra língua e faz dancinhas enquanto pai é entrevistado ao vivo

Sem perder a postura, o pai continuou com a entrevista fingindo que nada acontecia; a cena viralizou na internet

O que era para ser uma entrevista séria sobre o setor financeiro da Alemanha viralizou nas redes sociais por um momento de descontração. Jacob Funk Kirkegaard, membro sênior do German Marshall Fund (GMF), fazia seus comentários em um programa da emissora Bloomberg News , transmitido nesta quarta-feira, 20, quando seu filho roubou a cena com uma série de caretas ao fundo.

Atrás do economista, a criança dançava, pulava, fazia caretas e chegou a mostrar a língua para a câmera. Kirkegaard até tentou continuar falando como se nada estivesse acontecendo, mas foi interrompido pelo apresentador do jornal Jonathan Ferro, que brincou  “seu filho trabalha para o governo grego?”  Kirkegaard riu e respondeu que crianças são “muito difíceis de reprimir”.

A essa altura, o menino já estava brincando com um mini grampeador perto da orelha do pai, que tentou afastá-lo rapidamente e deu um sorriso, mas sem perder a compostura. A concentração de Kirkegaard foi muito elogiada nos comentários do vídeo, que viralizou na internet. A cena também foi compartilhada por jornalistas e pesquisadores, que se divertiram com o “convidado especial”. Um usuário no Twitter  sugeriu de bom humor, que todas as reportagens sobre o Bundesbank  (o banco central da Alemanha) deveriam ter uma criança dançando simultaneamente.

No momento do vídeo , a emissora veiculava a saída do presidente do Bundesbank, Jens Weidmann, que anunciou ontem que vai deixar o cargo em 31 de dezembro, cinco anos antes do previsto, por “questões pessoais”. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas