Vídeo mostra momento da prisão de Lázaro Barbosa; assista

em alta
28.06.2021, 10:09:14
Atualizado: 28.06.2021, 10:11:55

Vídeo mostra momento da prisão de Lázaro Barbosa; assista

Maníaco foi declarado morto momentos depois

Um vídeo mostra o momento em que Lázaro aparece sendo carregado por policiais e, em seguida, colocado dentro da ambulância. Não se sabe se o suspeito já estava morto no momento da gravação.

Perseguido durante 20 dias por quase 300 policiais, o baiano natural de Barra do Mendes foi vítima de um tiroteio nas matas de Goiás.

Morto: Lázaro Barbosa é morto após tiroteio na mata, diz polícia

O maníaco é suspeito de matar quatro pessoas de uma mesma família, balear outras cinco, além de uma série de crimes por Goiás e Distrito Federal no último mês.

Mais cedo, o governador de Goiás Ronaldo Caiado informou que Lázaro foi preso após  20 dias de uma megaoperação que envolveu quase 200 policiais.  

Anúncio da prisão: Após 20 dias, Lázaro Barbosa é preso em Goiás, diz governador

Condenado por assassinatos e estupros, o assassino era procurado por uma série de crimes na Bahia e em Goiás. Ele também é acusado da morte de quatro pessoas de uma família em Ceilândia, no Distrito Federal, e de um caseiro de uma fazenda no distrito de Girassol, em Goiás.

"Como eu disse, era questão de tempo até que a nossa polícia, a mais preparada do País, capturasse o assassino Lázaro Barbosa. Parabéns para as nossas forças de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiás não é Disneylândia de bandido", disse o governador Ronaldo Caiado em uma rede social.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de Goiás informou que o suspeito deve ser encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Relato: 'Falam que mereço morrer e me chamam de bandida', diz m

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas