Vinho branco no inverno? Dá certo, sim!

paula theotonio
30.07.2020, 05:00:00

Vinho branco no inverno? Dá certo, sim!


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Eu sempre falo aqui para a gente desapegar dos preconceitos e deixar para trás os mitos que nos impedem de beber. E o meu convite de hoje é para que bebamos mais vinhos brancos quando as temperaturas ficam mais baixas.

Não é à toa ou para “causar” que proponho tirar dos tintos o protagonismo em dias frios. Nem quero que você abra um Vinho Verde branco, ou um Sauvignon Blanc fresquinho, quando você só quer o conforto que um vinho encorpado traz.

Há no mercado uma ampla gama de rótulos que carregam a estrutura necessária para aquecer ou acompanhar as receitas mais quentinhas da estação.

Os mais fáceis de encontrar são elaborados com a uva Chardonnay. Muitos passam por maturação em barris de carvalho (informação que você encontra no rótulo!) e podem envelhecer por alguns anos na garrafa. E o mais legal: deve ser bebidos numa temperatura um pouco mais alta, entre 10 e 12 graus!

Nestes vinhos, diminuem os aromas de frutas como maracujá, banana, abacaxi e pêssego; e entram as notas de mel, coco, baunilha e até manteiga! Na boca é mais macio e a acidez, em muitos dos casos, tende a ser um pouco menor. São vinhos que caem bem com um peixe e carnes brancas defumadas, queijos de meia-cura ou duros como emmenthal, bem como massas com molhos de manteiga e ervas.

Vinhos brancos que tenham fermentação mais longa, passando mais tempo em contato com as leveduras (“estágio em borras”), também tendem a ser mais estruturados. Mas isso é algo que não tem no rótulo e você vai precisar pesquisar na ficha da bebida ou perguntar para o vendedor na adega.

Outra dica é buscar os mais alcoólicos, com graduação alcoólica a partir de 13%. Tenho uma afeição especial pelos Torrontés de Salta, que entregam corpo sem abrir mão dos aromas primários: frutas brancas maduras e até flores. São “untuosos”, mais viscosos, entregando uma sensação de maior preenchimento da boca quando estamos bebendo.

Na dúvida, pergunte pelos brancos encorpados dos Estados Unidos, Argentina, Portugal, Espanha e até mesmo França (mas prepare o bolso). Uvas de referência: Roussane, Marsanne, Sémillon, Vermentino, Antão Vaz, Encruzado e Viura.

Brancos encorpados que bebi:

1. Anko Torrontés 2018 (R$ 92,65 na Total Vinhos) | Recebi este rótulo do e-commerce, que em parceria com a TDP Wines, está apostando também em descobertas enológicas. Este é um baita achado! Feito a partir de vinhedos velhos e de altitude de Cafayate, na Argentina; entrega explosão aromática de frutas brancas maduras e flores brancas, acidez ideal para boas harmonizações e uma viscosidade ímpar.

2. Viapiana Chardonnay 2015 (R$ 98 na Dieb Import/SSA) | Além de ter passado por um tipo de fermentação que desenvolve aromas amanteigados (malolática), este branco brasileiro ainda levou 14 meses amadurecendo em barricas de carvalho antes de chegar ao mercado. Em 2020 fez 5 anos de idade! O resultado é uma bebida diferentona, estilo americano, com aromas que lembram chocolate branco, nozes e abacaxi maduro.

3. AVID Sauvignon Blanc 2017 (R$ 99 no daGirafa) | Um dos melhores brancos que provei do Chile e do qual falei na live Os Vinhos do Chile que Precisamos Conhecer. Ele apresenta um mix interessantíssimo de fruta, mineralidade, acidez e corpo, com 14% de álcool. Além da colheita e poda manuais, fazem diferença na sua vinificação os 12 meses de fermentação lenta em tanques de aço inox sobre as borras, a baixas temperaturas. Um branco com potencial de guarda de 8 anos!

Promoções:

Grand Cru Salvador: Até 11/08, 50% de desconto na segunda garrafa do mesmo rótulo. Seleção de vinícolas familiares sediadas em países como Itália, Argentina, Uruguai e Chile. Promoção válida nas lojas físicas e via delivery.

Dieb Import: Vinhos com até 50% OFF na loja virtual e frete grátis em Salvador, Lauro de Freitas e RMS em compras a partir de R$ 200.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas