Vinhos para aquecer o paladar neste Inverno

paula theotonio
02.07.2020, 05:00:00

Vinhos para aquecer o paladar neste Inverno


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

No auge do Verão, trouxe aqui algumas dicas de estilos de vinhos que, de tão frescos e leves, poderiam ser bebidos na estação mais quente e agitada do ano. Agora é a hora de falar nos vinhos que fazem bonito no Inverno, esquentando as noites mais frias e aconchegantes em casa.

Regiões quentes, vinhos para o frio

O que a Puglia (Itália), Ribeira del Duero (Espanha), Salta (Argentina), Barossa Valley (Austrália), Napa Valley (Califórnia), Douro (Portugal) e Vale do São Francisco têm em comum? São regiões que apresentam maiores temperaturas e climas mais secos, transformando a natureza das uvas e gerando bebidas diferenciadas.

“Quando temos uma maior amplitude térmica e mais disponibilidade de horas-sol, as uvas amadurecem por completo, desenvolvendo muitos nutrientes e açúcar. Isso gera vinhos estruturados e com teor alcoólico um pouco maior”, conta a sommelière da Wine, Cibele Alves Siqueira.

(Foto: Jonathan Borba)

Porém, ela ressalta que o álcool pronunciado não é sinal de qualidade. “Para ser realmente bom, o vinho precisa de equilíbrio. Se essa característica sobressai demasiadamente, quer dizer que ele não está em harmonia”, aponta.

Também nessas regiões há o costume de plantar variedades com casca um pouco mais grossa, que as protege da ampla exposição solar. O resultado? Vinhos mais encorpados, com cores intensas e, no caso dos tintos, taninos estruturados. Na taça é comum encontrar notas mais intensas de especiarias e frutas maduras (aroma adocicado), frutas secas e até nuances de chocolate.

É mais comum encontrar todas essas características em vinhos com as uvas tintas Cabernet Sauvignon, Mouvèdre/Monastrell, Tannat, Zinfandel/Primitivo, Grenache/Garnacha e Malbec. Entre as brancas, a aposta é certa em rótulos de Torrontés e de Chardonnay com passagem por barrica de carvalho. Estes últimos, inclusive, ganham um caráter amanteigado e amendoado.

Comida e vinho que aquecem

A sommelière Cibele selecionou algumas garrafas que harmonizam com receitas clássicas da estação (mas sem pesar em cidades não tão frias). Confira:

● Um Caldo Verde, untuoso e com presença se embutidos, pede por rótulos tintos com boa acidez, para contrastar com a gordura. Minha dica é o Perdigón Malbec 2019, macio, frutado, sedoso, com 14% de álcool. (R$ 41,06, na Wine)

● Carnes com molhos, como o Cozido, geralmente são bem condimentadas e gordurosas. A melhor combinação acontece com rótulos de Syrah e de Carménère com passagem por madeira, que trazem essa característica apimentada. Recomendo o Señorío de Ayud Cabernet Sauvignon Syrah 2018, que apesar dos seus 14,5% de teor alcóolico, entrega equilíbrio em fruta e acidez (R$ 51,65, na Wine).

● Fondue de Queijo, por sua vez, harmoniza com um vinho branco com untuosidade. Pode ser um Sauvignon Blanc com passagem por barrica ou um Chardonnay, além de tintos leves, frutados e com boa acidez. Recomendo o Maycas Reserva Sumaq Chardonnay 2017, que além de ter sido pontuado com 91 pontos no Guia Descorchados, traz toques de mineralidade e frutas brancas à combinação (R$ 76,36, na Wine).

● Para acompanhar um Fondue de Chocolate, que tal um vinho adocicado? Recomendo o frisante tinto Porta Soprana D.O.C. Lambrusco Salamino di Santa Croce Tinto Amabile Suave, que é frutado, doce e fresco (R$ 64,90, na Wine).


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas