Virou fumaça: 200 mil pés de maconha são queimados pela polícia na Bahia

bahia
17.07.2020, 08:30:57
Atualizado: 17.07.2020, 08:41:58
(Foto: Divulgação)

Virou fumaça: 200 mil pés de maconha são queimados pela polícia na Bahia

Oficiais foram recebidos à bala em Mirangaba

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma operação liderada pelas polícias Civil e Militar destruiu mais de 200 mil pés de maconha nos municípios de Mirangaba e Ipirá, na Bahia. A ação ocorreu na última terça-feira (14).

No caso de Mirangaba, localizada a 350km de Salvador, uma denúncia levou guarnições da 24ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Jacobina) até o povoado Lagoa de Canabrava, na zona rural da cidade de Mirangaba. 

“As roças de maconha foram encontradas em cinco propriedades rurais. Dois criminosos atiraram contra nossa guarnição e conseguiram fugir”, explicou o comandante da 24ª CIPM, major Flailton Oliveira. 

Já no município de Ipirá, a 13º Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/ Seabra) e a Polícia Federal encontraram dois mil pés de maconha, na zona rural. Além da plantação, foram localizados também 10 kg da erva ensacados e prontos para comercialização.

Foto: Divulgação

Outra plantação em 2019
Mirangaba também foi alvo de uma operação similar em 2019, quando 64 mil pés da planta foram queimados por lá e também na cidade de Curaçá. Na época, também foram apreendidos 310 kg de maconha prontos para serem vendidos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas