Vitória decepciona e perde do Volta Redonda em dia de público recorde

e.c. vitória
05.06.2022, 17:59:00
Com as mãos na cabeça, Danilo Cardoso lamenta derrota do Vitória (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Vitória decepciona e perde do Volta Redonda em dia de público recorde

Mais de 28 mil torcedores estiveram no Barradão; rubro-negro ainda desperdiçou um pênalti

Tinha tudo para ser perfeito. Mais de 28 mil torcedores coloriram o Barradão de vermelho e preto e apoiaram o Vitória contra o Volta Redonda em partida neste domingo (5), pela 9ª rodada da Série C. Mas, apesar da festa bonita, o Leão se deu mal e perdeu por 2x1 para o time do interior do Rio de Janeiro.

O resultado poderia ter sido diferente porque, mesmo sem fazer uma grande exibição, o Vitória teve chances de ouro para ao menos empatar: Rafinha, autor do gol rubro-negro, teve um pênalti para ampliar sua artilharia, mas acertou o travessão. Igor Bolt e Lelê marcaram para o Volta Redonda.

Além de perder a chance de entrar no G8, que é a zona de classificação à segunda fase, o Vitória caiu de 12º para 13º lugar e ficou a apenas um ponto do Confiança, primeiro time dentro da zona de rebaixamento. Ainda corre risco de perder mais uma posição no complemento, se o Campinense ganhar do Remo na segunda-feira, em Belém. O time paraibano tem nove pontos, um a menos que o Leão.

O jogo

O Vitória começou quente, incendiado pela torcida que ainda terminava de lotar o estádio durante os primeiros minutos de jogo. Do lado de fora, um engarrafamento quilométrico atrasou a chegada de muitos rubro-negros.

Logo no primeiro minuto, Gabriel Santiago recebeu passe de Roberto e encheu o pé. A bola bateu na rede pelo lado de fora. O garoto da base ameaçou novamente 10 minutos mais tarde quando chutou para defesa de Dida com o pé.

Aos poucos, o Leão foi arrefecendo e deixava espaços para o Volta Redonda criar. Foi numa dessas que Igor Bolt recebeu bom passe de Wendson, que ganhou dividida com Sánchez, e tocou com categoria por cima de Lucas Arcanjo para abrir o placar.

O atacante do time visitante saiu para comemorar e fez gesto de "cala a boca" para a torcida do Vitória. Deu em confusão: Alemão foi tirar satisfação com Bolt e logo vários outros jogadores entraram no desentendimento. Bolt tomou cartão amarelo.

Dois minutos mais tarde, o Volta Redonda ampliaria o placar quando Thomaz Kayck marcou de cabeça após cobrança de falta. Para sorte do Leão, o árbitro viu falta do zagueiro em Léo Gomes e anulou o gol.

Mais dois minutos e uma cena inusitada aconteceu: Rodrigão reclamava com a arbitragem e foi expulso do banco de reservas no dia de sua potencial estreia. Sequer entrou em campo e já desfalca o time na próxima rodada, contra o Atlético-CE, sábado (11), às 19h, em Fortaleza.

O Vitória sentiu o gol e permitiu ao Volta Redonda circular pela área. Lelê e Bolt incomodavam, mas não conseguiam colocar Lucas Arcanjo para trabalhar.

A salvação rubro-negra veio na bola parada. Eduardo cobrou escanteio, Roberto desviou no primeiro pau e Rafinha se jogou em direção à bola no segundo e empurrou para o gol. Dida ainda fez a defesa, mas a bola já tinha cruzado a linha e o bandeira alertou à arbitragem. O Barradão explodiu em êxtase. Era o empate, na raça, em vermelho e preto.

No segundo tempo, o Vitória não conseguiu se impor. A bola ficava mais nos pés dos jogadores do time adversário e as transições do rubro-negro eram lentas. O Leão só chegava com chutes de fora da área. Eduardo e Dionísio tentaram. Gabriel Santiago tirou tinta da trave do goleiro Dida em chute que desviou na zaga. O Volta Redonda, por sua vez, não chegava muito, mas quando conseguiu, foi cirúrgico.

Wendson e Iury fizeram bonita tabela antes de jogar a bola na área. Livre de marcação, Lelê mal precisou subir para cabecear e jogou no cantinho de Lucas Arcanjo: 2x1.

O empate do Vitória poderia sair no lance seguinte, em que Foguinho caiu na área e o árbitro deu pênalti de Iran. Rafinha, artilheiro do time, encheu o pé no meio do gol e parou no travessão.

A tarde que era pra ser perfeita se tornou um pesadelo e interrompeu a sequência de duas vitórias do time baiano na Série C. O Vitória saiu de campo vaiado pela torcida, que foi para o estádio mirando G8 e viu o time estacionar no 12º lugar.

FICHA TÉCNICA

Vitória 1x2 Volta Redonda | 9ª rodada da Série C 2022

Vitória: Lucas Arcanjo, Alemão, Danilo Cardoso, Marco Antônio e Sanchez; Léo Gomes, Dionísio e Eduardo (Foguinho); Gabriel Santiago (Alan Pedro), Roberto e Rafinha (Dinei) | Técnico: Fabiano Soares.

Volta Redonda: Dida, Iury, Thomas Kayck, Iran e Marcos Jr (Danrlei); Luiz Paulo (Ailton), Bruno Barra e Pedrinho; Wendson (Davison), Igor Bolt (Caio Victor) e Lelê | Técnico: Rogério Corrêa.

Gols: Igor Bolt, aos 24 minutos do primeiro tempo (Volta Redonda); Rafinha, aos 37 minutos do primeiro tempo (Vitória); Lelê, aos 24 minutos do segundo tempo (Volta Redonda)

Estádio: Barradão, em Salvador (BA)
Público total: 28.586 presentes, 27.671 pagantes
Cartões amarelos: Leo Gomes, (Vitória) | Lelê, Igor Bolt, Rogério Corrêa, Luiz Paulo, Raphael Lucas (Volta Redonda)

Cartão vermelho: Rodrigão (Vitória)

Arbitragem: Thiago Luis Scarascati, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Leandro Matos Feitosa. Trio de SP.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas