Vitória joga mal e se despede de 2020 com revés de 3x0 para o CSA

e.c. vitória
22.12.2020, 21:14:00
Atualizado: 22.12.2020, 22:05:20
Guilherme Rend tentando bloquear a finalização de Paulo Sérgio (Foto: Augusto Oliveira/CSA)

Vitória joga mal e se despede de 2020 com revés de 3x0 para o CSA

Leão pode fechar o ano a apenas um ponto de distância do Z4

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O último jogo do Vitória em 2020 foi decepcionante. Com uma atuação sem graça, o Leão acabou derrotado pelo CSA por 3x0, no estádio Rei Pelé, em Maceió, na noite desta terça-feira (22), pela 31ª rodada da Série B. Os gols do time da casa foram marcados por Rafael Bilu e Rodolfo Filemon, no primeiro tempo, e Nadson, na etapa final.

Com o resultado, o rubro-negro segue com 36 pontos e se mantém na 15ª colocação. Não corre risco de perder posição no complemento da rodada, já que o 16º, o Paraná, está a quatro pontos de distância. Mas pode ver a diferença para a zona de rebaixamento, que também é de quatro pontos, cair para apenas um.

A próxima partida do Vitória só acontecerá em 2021. No dia 3 de janeiro, às 18h15, o Leão receberá o Operário-PR no Barradão, pela 32ª rodada. Matheus Frizzo e Mateus Moraes, que cumpriram suspensão contra o CSA, estarão à disposição.

Na desvantagem

O Leão entrou em campo com seis alterações em relação à derrota para o Oeste, na rodada anterior. Wallace retornou após suspensão e assumiu a zaga com João Victor. Na lateral direita, Léo foi escolhido no lugar de Van. Guilherme Rend, recuperado de lesão, e Lucas Cândido apareceram pelo meio com Thiago Lopes. No ataque, Mateusinho e Dudu fizeram trio com Léo Ceará, que também voltou após problema muscular.

O Leão até foi o primeiro a botar a bola na área rival, mas foi o CSA quem abriu o placar, e cedo. Ainda aos 4 minutos de partida, Pimpão levantou na área e Rafael Bilu apareceu livre pela esquerda. O camisa 11 dominou no peito e chutou cruzado de canhota, surpreendendo Yuri.

Após o baque inicial, o rubro-negro teve chance de empatar quando Dudu recebeu passe de calcanhar de Léo Ceará e aproveitou Thiago Rodrigues adiantado para chutar forte, bonito, aos 18 minutos. A bola passou bem perto do travessão e foi a única real oportunidade de gol do time baiano no primeiro tempo.

Aos 31 minutos, o Azulão perdeu um gol incrível. Andrigo deu passe açucarado para Pimpão, que estava livre, na marca do pênalti. Sozinho, o atacante chutou para fora. Aos 42, mais uma vez o atacante apareceu com perigo, quando mandou uma bomba da entrada da área do Vitória. A bola bateu em Wallace e tirou tinta do travessão. 

Na sequência, saiu o segundo gol do CSA, e de maneira esquisita. Nadson cobrou escanteio fechado, Yuri tirou de soco, a bola tocou em Filemon e foi para o fundo da rede: 2x0.

Lambança fechou a conta

Mazola Júnior fez duas mudanças no intervalo: saíram Van e Dudu e entraram Maurício Ramos e Marcelinho. Durante os primeiros minutos do segundo tempo, o Vitória teve mais posse de bola no ataque e pressionava um pouco mais que o CSA, mas não conseguia transformar em perigo de gol. 

Se o Leão não conseguiu fazer, foi a equipe alagoana que, quando pressionou, ampliou de novo. Após uma cobrança de tiro de meta do Vitória, Nadson aproveitou a saída de jogo errada de Maurício Ramos, driblou o zagueiro e tocou no canto esquerdo de Yuri: 3x0, aos 14 minutos do segundo tempo.

Aos 22, por pouco os anfitriões não faziam o quarto gol. Gabriel achou Paulo Sérgio livre na área. O atacante girou, parou e mandou uma bomba no travessão. Três minutos depois, Pimpão cruzou, Yuri tirou e Yago, com a sobra, bateu de primeira, com a bola passando perto.

O Vitória teve uma oportunidade boa aos 29 minutos: Léo Ceará ficou com a bola na área do CSA, tirou de Castán e chutou rasteiro. Só que Thiago Rodrigues estava atento e fez a defesa. Aos 40, Rafael Carioca arriscou de longe e mandou no travessão. Na sequência, foi a vez de Guilherme Rend bater, mas Thiago Rodrigues espalmou. Aos 44, Thiago Lopes tentou de falta, por cima da barreira.

FICHA TÉCNICA

CSA 3x0 Vitória - 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

CSA: Thiago Rodrigues; Norberto (Cleberson), Filemon, Castán e Diego Renan (Rafinha); Geovane (Yago), Gabriel (Marquinhos) e Nadson; Rafael Bilu (Andrigo), Pimpão e Paulo Sérgio. Técnico: Mozart.

Vitória: Yuri, Léo Morais (Van, depois Maurício Ramos), João Victor, Wallace e Rafael Carioca; Lucas Cândido (Gerson Magrão), Guilherme Rend e Thiago Lopes; Mateusinho (Ewandro), Eduardo (Marcelinho) e Léo Ceará. Técnico: Mazola Júnior.

Estádio: Rei Pelé, em Maceió.
Gol: Rafael Bilu, aos 4 minutos, Filemon, aos 43 minutos do primeiro tempo; Nadson, aos 14 minutos do segundo tempo;
Cartões amarelos: Castán e Marquinhos, do CSA; Eduardo, Rafael Carioca e Thiago Lopes, do Vitória;
Arbitragem: Vinicius Gomes do Amaral, auxiliado por Leirson Peng Martins e André da Silva Bitencourt (trio do Rio Grande do Sul).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas