Vitória tem duelo ‘ideal’ contra o lanterna para tentar deixar Z4

e.c. vitória
04.11.2018, 05:30:00
Leão terminou preparação em Curitiba no sábado (3) (Moysés Suzart / EC Vitória)

Vitória tem duelo ‘ideal’ contra o lanterna para tentar deixar Z4

Leão chega ao jogo contra o Paraná, em Curitiba, com desfalques importantes

Em um dos momentos mais decisivos do campeonato, o Vitória vai a Curitiba repleto de problemas, mas com muita esperança. Neste domingo (4), às 16h, o Leão visita o Paraná, lanterna da Série A e que já praticamente abandonou a temporada. Ou seja, ocasião ideal para o rubro-negro pontuar.

O Vitória é vice-lanterna do campeonato, com 33 pontos. Para deixar a zona de rebaixamento nesta rodada, precisa vencer e torcer para que três desses quatro times não vençam: Chapecoense, que visita o Bahia; América-MG, que pega o Cruzeiro; Botafogo, que recebe o Corinthians; e Sport, que joga em casa contra o Ceará na segunda-feira (5).

Há possibilidade do Vitória deixar o Z4 também em caso de empate. Neste caso, é fundamental que Sport, Chapecoense e América-MG percam.

Além da necessidade imediata, o rubro-negro precisa pontuar fora para chegar a 44 pontos, linha de corte projetada neste ano. Em casa, só restam mais três jogos – ou seja, nove pontos em disputa.

O time de Paulo Cézar Carpegiani chega para a partida com quatro desfalques. Dois deles, de peso.

Lucas Ribeiro recebeu o terceiro cartão amarelo diante do São Paulo e cumprirá suspensão. Este será o quarto jogo consecutivo em que o Vitória terá um desfalque na zaga. No duelo com o tricolor paulista, foi Aderllan. Contra o Corinthians, Ramon. E no duelo com a Chapecoense, o próprio Lucas Ribeiro.

Outra baixa na defesa será Jeferson, lesionado. O lateral direito foi o jogador de linha que mais atuou como titular na era Carpegiani. Ele só não esteve na derrota por 4x3 para o Botafogo, suspenso.

A lateral direita é a única posição do elenco sem reserva imediato. Especialista da posição, o veterano Lucas está fora dos planos do técnico. Tanto que sequer foi relacionado. Cedric, do sub-23, foi mais uma vez convocado.

Também estão fora os atacantes Luan e André Lima. O primeiro, promessa da base rubro-negra, não joga desde 26 de julho, quando o Leão venceu o Sport por 1x0, por causa de lesão muscular.

Luan se recuperou e treinou normalmente durante a semana, animando Carpegiani, que ainda não contou com ele, já que se lesionou ainda na era Mancini. O atacante, porém, voltou a sentir dor e foi vetado.

Já André Lima não participou das duas últimas partidas por conta de lesão num joelho. Apesar de nunca ter sido titular com Carpegiani, ele seria uma alternativa para a função de centroavante, que com o técnico já teve três ocupantes: Léo Ceará, Bou e Maurício Cordeiro.

As saídas serão as seguintes: na zaga, Ramon fará dupla novamente com Aderllan. Na lateral direita, Carpegiani treinou com o volante Rodrigo Andrade improvisado.

No ataque, segue a dúvida entre Léo Ceará, Maurício e Eron, de 20 anos, artilheiro do Brasileiro de Aspirantes, que foi relacionado.

A notícia boa é que o volante Léo Gomes retorna de lesão. Ele disputa vaga com Arouca para atuar ao lado de Rhayner e Willian Farias no meio-campo.

O time deve ter Ronaldo; Rodrigo Andrade, Ramon, Aderllan e Fabiano; Willian Farias, Léo Gomes e Rhayner; Lucas Fernandes, Erick e Léo Ceará (Maurício Cordeiro).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas