Viúva de Tom Veiga chora ao negar agressão e envenenamento: 'Me chamam de monstro'

em alta
12.04.2021, 10:25:00
Atualizado: 12.04.2021, 10:26:11
(Reprodução)

Viúva de Tom Veiga chora ao negar agressão e envenenamento: 'Me chamam de monstro'

Ela afirmou ser 'principal interessada' em exumação; familiares negam interesse no exame

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Viúva de Tom Veiga, Cybelle Hermínio chorou ao negar acusações de que teria agredido e envenenado o intérprete do Louro José, que morreu no ano passado. Em entrevista ao Domingo Espetacular, da Record, no domingo (11), ela chamou de "mentirosa" a versão que tem circulado após questionamentos da própria família de Tom. Contou também que tem sofrido xingamentos e hostilidades. Cybelle garantiu que é a favor da exumação do corpo de Tom, como quer a família. "Sou a principal interessada". 

Um conflito foi criado por conta do testamento de Tom, que deixa metade dos bens para Cybelle, com quem ainda era casado quando morreu, mas de quem já vivia separado. Amigos e familiares dizem que Tom faleceu dias antes de assinar o divórcio. Parentes já mostraram interesse em tentar anular o documento, que também deixa metade dos bens aos quatros filhos de Tom, segundo o jornal Extra.

"Nesse momento eu tenho jornalistas que me chamam de monstro, e pessoas que me definem como assassina, vagabunda, usurpadora", disse Cybelle na entrevista. Ela minimizou áudios divulgados em que Tom reclamava que ela o agredia. "Nada disso é verdade. Nunca houve violência, de ambas as partes. Uma pessoa que realmente é agredida tem interesse em perguntar como a outra está, ir até você? Eu diria que é contraditório".

Ela também negou ter atirado uma garrafa contra ele, como Tom narra em um áudio que a emissora conseguiu. "Óbvio que não. Se isso realmente aconteceu, por que ele não fez um boletim de ocorrência, um exame de corpo de delito?", diz.

Cybelle admite que houve uma briga e que eles discutiram. Tom estaria bêbado, segundo ela. "Se eu realmente tivesse o agredido, não estaria nem aqui, porque seria vergonhoso", garante.

Apesar das notícias de que a família gostaria de exumar o corpo de Tom, uma das filhas dele, Amanda Veiga, negou a informação. "Nem eu e nem meus irmãos pedimos por uma exumação. Foi uma matéria totalmente mentirosa e talvez tenha sido algo na intenção de prejudicar a família", disse ela à Record.

Alessandra Veiga, que foi casada com Tom durante 17 anos e com quem teve dois filhos, disse à emissora que Tom realmente foi agredido por Cybelle, mas também negou que haja qualquer dúvida sobre a morte dele. "Eu não acredito que ele possa ter sido envenenado. Eu não sei de onde surgiu que a família quer fazer uma exumação. Eu mesma não sou a favor".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas