Wagner Lopes após estreia: 'Boa impressão do que esperar de cada jogador'

e.c. vitória
15.08.2021, 19:30:00
Marcinho balançou a rede na estreia do técnico Wagner Lopes (Maurícia da Matta/Estadão Conteúdo)

Wagner Lopes após estreia: 'Boa impressão do que esperar de cada jogador'

Novo técnico do Vitória avaliou o empate com o CRB e pontuou o que é preciso melhorar

A estreia no comando do Vitória não foi como Wagner Lopes gostaria. Na primeira partida do técnico à beira do campo, o rubro-negro empatou com o CRB em 1x1, neste domingo (15), no Barradão. Na avaliação do treinador, um dos aspectos que levou ao tropeço foi a postura que o time teve no começo do jogo. 

"Nós esperamos tomar o gol para começar a jogar. Uma das coisas mais básicas do futebol é vencer o duelo individual. Quando você perde no um pra um, você fica com sérios problemas. Em muitos momentos do primeiro tempo, nós perdemos as divididas e os duelos. O Jájá passou do jeito que quis para cruzar a bola. Nós consertamos isso, voltamos mais organizados, adiantamos mais a marcação", afirmou.

Apesar das pontuações, o novo treinador do Vitória elogiou a reação do time na etapa final, quando foi superior ao CRB e conseguiu chegar ao empate com gol assinado por Marcinho. Júnior Brandão havia aberto o placar para a equipe alagoana após cruzamento de Jajá.

"No segundo tempo, nós fizemos uma grande partida. Conseguimos envolver o adversário, criamos oportunidades. Acho que, no último terço, a gente pode caprichar mais, melhorar os cruzamentos e finalizações. A reação foi boa. Nosso time, apesar de jovem, conseguiu reagir. Um jogo difícil. Nós não enfrentamos qualquer adversário, mas sim um que se vencesse hoje estaria em primeiro lugar. Então, tem que ressaltar a raça e a força dos jogadores. Conseguiram se impor no segundo tempo e criamos oportunidades. Uma pena não ter conseguido o segundo gol. Deixa a gente com uma boa impressão do que esperar de cada jogador", analisou Wagner Lopes.

O técnico também enumerou alguns erros cometidos pelo time que precisam ser corrigidos ao longo do trabalho que começou a ser desenvolvido por ele na última quinta-feira (12), quando assumiu o elenco rubro-negro.   

"Tem que ter um pouquinho mais de atenção no duelo individual, um pouco mais de velocidade na circulação de bola. Na bola parada, nós podemos atacar melhor a bola, mas me deixa muito satisfeito a entrega, determinação e vontade de vencer. Ainda não está sendo suficiente. É caprichar mais nas finalziações. A bola tem que entrar, pois com isso tudo muda". 

Com o resultado, o Vitória somou 15 pontos, mas caiu para a 18ª posição. Foi ultrapassado pelo Londrina, que venceu o Vila Nova por 1x0 e assumiu o 17º lugar, com 16 pontos. O Vitória volta a entrar em campo na quarta-feira (18), às 19h, contra o Vila Nova, no estádio OBA, em Goiânia, em jogo que marca o encerramento do primeiro turno da Série B.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas