Wagner Lopes projeta postura do Vitória contra o Vasco: 'Ousadia com responsabilidade'

e.c. vitória
09.11.2021, 11:56:00
Técnico do Vitória, Wagner Lopes tem a missão de derrotar o Vasco em São Januário (DIVULGAÇÃO ECVITÓRIA)

Wagner Lopes projeta postura do Vitória contra o Vasco: 'Ousadia com responsabilidade'

Rubro-negro visita a equipe carioca na quarta-feira (10), às 21h30, em São Januário

O Vasco já não tem mais pretensões na Série B do Brasileiro. Sem risco de queda ou chance de acesso, a equipe carioca vai disputar as quatro rodadas derradeiras do campeonato para cumprir tabela. Apesar disso, o técnico Wagner Lopes não acredita que o duelo das 21h30 de quarta-feira (10), em São Januário, será fácil para o rubro-negro.

"Eu projeto um jogo difícil, que o Vasco, na maior parte do tempo, vai ter a bola. A gente vai ter que saber fechar os espaços, saber contra-atacar, explorar as transições ofensivas. A gente não vai lá só para marcar. A gente vai lá para jogar também. Ter ousadia com responsabilidade", afirmou Wagner Lopes.

Para a partida, o treinador rubro-negro não poderá contar com Bruno Oliveira e Hitalo. O primeiro levou o terceiro cartão amarelo e está suspenso. O segundo, autor do empate em 1x1 com o Avaí na rodada passada, lesionou o joelho esquerdo durante treinamento na Toca do Leão e está vetado. 

Em compensação, Wagner Lopes terá o reforço do meia Eduardo, que voltou a ficar disponível após cumprir suspensão. Na penúltima colocação da Série B, com 34 pontos, o Vitória amarga a zona de rebaixamento. O Leão tem quatro pontos a menos que o Brusque, primeiro time fora do Z4, em 16º lugar. O Vasco ocupa a 9ª posição, com 47 pontos.  



***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas