Xanddy defende redução de público nos eventos e garante ensaio do Harmonia

sua diversão
13.01.2022, 06:00:00
Xanddy faz apresentação para o Estúdio iBahia, na sede da Rede Bahia (Foto: Nara Gentil/CORREIO)

Xanddy defende redução de público nos eventos e garante ensaio do Harmonia

Cantor falou com o CORREIO sobre vacina, Verão, caixinha de perguntas no Instagram e amor

Na última semana, a maioria dos grandes eventos artísticos programados para acontecer em Salvador foi cancelada ou adiada. Mas tem uma festa muito aguardada anualmente, A Melhor Segunda-Feira do Mundo, que vai acontecer, a partir do dia 24 de janeiro

Quem garante é o cantor e compositor Xanddy, líder da banda Harmonia do Samba. Em visita nesta quarta (12) à Rede Bahia, para participar do programa Fuzuê de Verão, da Bahia FM, o artista se disse consciente e tranquilo com as limitações impostas no último decreto estadual - que reduziu o público para no máximo 3 mil nos eventos.

Xanddy aprova a cautela, afirmando que o aumento de casos implica em medidas para tentar reduzi-los. E garantiu que o ensaio do Harmonia está mantido, porque foi pensado para ter um público menor do que os das edições anteriores.

Redução de público imposta pelo Governo do Estado para conter o avanço do coronavírus não atrapalhou os planos do Harmonia do Samba (Foto: Nara Gentil/CORREIO)

A festa acontece no Novo Centro de Convenções de Salvador, numa área que cabe cerca de 8 mil pessoas. “Planejamos A Melhor Segunda ali em outubro, novembro, projetando para ser um evento menor, com características de ensaio mesmo. A gente já vinha provocando isso antes, chamando de ensaio raiz, querendo voltar nossa essência. A Melhor Segunda ainda se encaixa no determinado pelo governador. Estamos nos organizando ainda mais todos os cuidados que precisamos ter”, afirma Xanddy.

Apesar da volta do ensaio, o cantor não esconde que fica triste com o aumento dos casos e um iminente retorno ao pesadelo de restrições ainda maiores. Ele também comemorou a eficácia da vacina para reduzir o número de mortes e internações e fez um apelo para que as pessoas confiem na imunização. E lembra: na Melhor Segunda, só entra quem completou o ciclo vacinal em pelo menos duas doses, ou dose única.

"Estou sentido. Por tudo que está acontecendo, por a gente estar passando essa tensão de novo, a população em geral. Todo o mundo tinha uma grande expectativa de voltar à sua normalidade, ter sua vida de volta e essa incidência faz a gente ter que dar passos pra trás. O que tranquiliza um pouco é que vivemos um momento de picos menores em relação a mortes, UTIs, apesar do alto índice de contágio", refletiu.

(Foto: Nara Gentil/CORREIO)
(Foto: Nara Gentil/CORREIO)
(Foto: Nara Gentil/CORREIO)
(Foto: Nara Gentil/CORREIO)

Projetos

O Harmonia do Samba segue a sua programação, não somente de ensaios, mas de lançamentos: já na próxima sexta (14), sai a terceira parte do Samba em Harmonia, projeto em que o grupo faz releituras da música brasileira com canções como Inaraí, Morena Tropicana, Rindo à Toa, Xote da Alegria e Carla.

Ele contou que o grupo aproveitou a pandemia para tirar do papel algumas ideias que eles tinham vontade de tocar. Como a agenda ficou mais vazia e com menos viagens, foi a oportunidade de fazê-lo. "O Samba em Harmonia foi um momento em que nos permitimos. Durante esse ano tava tudo muito parado, mesmo em 2021, e nos permitimos fazer isso que queríamos muito fazer. Aproveitamos que não estava na estrada para trazer esse conteúdo diferente", disse.

A swingueira do Harmonia está garantida com um novo single que deve ser lançado entre o final de janeiro e meados de fevereiro e Xanddy espera que o público curta e tenha a oportunidade de escutá-la com performances ao vivo - e presenciais.

O último romântico

Há uma brincadeira na internet apontando que 2022 será o ano do amor, e uma série de memes circulam nas redes sociais para chancelar a previsão. Sem querer, Xanddy ajudou a fortalecer a ideia: ao receber o resultado negativo após ter tido covid, ele foi logo avisando da felicidade que estava ao poder beijar sua esposa, Carla Perez. 

A alegria do cantor foi genuína. Ele contou que foram dias muito difíceis e precisou adaptar a rotina em casa. Ficou trancado no quarto, sozinho. “É muito delicada essa situação, né? Eu e Carla ficamos em quartos separados, ela até forçou a barra e eu disse que não para ela não pegar esse negócio. Eu passei a virada literalmente distante das pessoas e foi uma sensação horrível, bateu uma melancolia em mim, nela, chorou no dia, aquela coisa toda. Eu fiz o teste duas, três vezes e quando veio o negativo parecia que a gente se reencontrou de uma viagem longa. Foi muito legal viver essa alegria”, diz Xanddy.

O sucesso na internet já vem desde o ano passado, quando ele decidiu matar o tempo usando a caixinha de perguntas do Instagram. Xanddy recebe - e responde - várias perguntas dos fãs, que fazem trocadilhos como chamá-lo de Xanddy e Júnior ou brincam com sua idade. E o cantor gosta da molequeira.

“Fiz uma primeira que deu certo e aí pronto. O povo gostou, eu me divirto, dou risada porque não é nada forçado e aí flui. De tempo em tempo eu volto, faço e acho super bacana. Recebo muitas mensagens dizendo o quanto é bom acordar sorrindo, o quanto as pessoas precisam disso e aí me incentiva. Me deixa mais feliz em saber que as pessoas estão tendo uma oportunidade de rir e se divertir”, disse. 

Mas não vale abusar, hein? Ele mesmo gosta de lembrar sempre que não é humorista e sim cantor. Quando recebe abordagens na rua ou aeroporto para elogios sobre a caixinhas de perguntas, relembra em alto e bom som: 'eu sou cantor, viu? Já ouviu as novidades que fizemos? Pois trate de ir lá!". 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas