Baianas de acarajé são convocadas para fazer licenciamento

Prefeitura está realizando o cadastro na sede da Revita, no Porto Seco Pirajá

Publicado em 5 de outubro de 2015 às 20:36

- Atualizado há 10 meses

As baianas de acarajé que trabalham na Orla de Salvador devem procurar a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) para fazer o licenciamento e regularizar a atividade. A prefeitura pretende, com o cadastramento, dar continuidade a organização das baianas nesses espaços.(Foto: Arquivo CORREIO)"O licenciamento é um procedimento comum da prefeitura, mas ainda existem muitas baianas que não são licenciadas. Precisamos que elas façam o cadastramento para que a atividade fique devidamente regularizada", afirmou a titular da Semop, Rosemma Maluf.Para fazer o pedido da licença é necessário procurar o setor de protocolo na sede da Revita, na Avenida Cardeal Avelar Brandão Vilela, no Porto Seco de Pirajá. As baianas precisam levar RG, CPF e comprovante de residência. Os servidores da Semop vão agendar uma visita para vistoriar o espaço onde as baianas atuam e, então, a licença é concedida. O licenciamento vai ajudar também a determinar o número de baianas que atuam em Salvador, auxiliar na distribuição dessas profissionais ao longo da orla e na padronização dos equipamentos e das indumentárias típicas, conforme decreto municipal. Mais informações (71) 3202-5400.