Conheça a história da foto do prato de caruru que viralizou na internet

CORREIO conversou com o autor da imagem, usada em 'provocação' nas redes sociais; saiba onde achar o prato, preparado em homenagens a Cosme e Damião

Publicado em 28 de setembro de 2017 às 20:30

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Almiro Lopes/CORREIO

Dia 27 de setembro chegou e nenhum convite para filar um prato de caruru. Tristeza. Em contrapartida, os grupos do WhatsApp ficaram cheios de pessoas maldosas compartilhando fotos do prato que, neste mês, é servido aos santos Cosme e Damião. Um, em especial, tem dado água na boca de muita gente, inclusive do prefeito ACM Neto, que compartilhou o manjar baiano nas suas redes sociais. "Só eu que tô recebendo essa foto em 500 grupos? Aí vocês me quebram... ", diz na legenda da publicação.

Certamente, essa mesma foto também já chegou no seu celular enviado por alguém que, no final das contas, só queria te deixar na vontade, porque convite que é bom, nada... O responsável pela imagem é o fotógrafo Imas Pereira, 36 anos, um apaixonado pela culinária baiana e, claro, especialista em provocar desejo nos outros. Aliás, foi assim que a foto começou a circular nos grupos.

O fotográfo clicou o prato em junho de 2015 no Restaurante Gaiola, que fica no Centro Comercial do Imbuí (CCI), justamente para tirar onda com alguns amigos que estavam longe da Bahia."Como eu gosto muito da culinária baiana, costumo fotografar e enviar para alguns amigos que moram nos Estados Unidos e na Austrália. Faço isso para pirraçar mesmo", conta Imas.Funcionou. Não só com os próprios amigos, diga-se de passagem. 

Ele conta que já sabia que suas fotos circulavam por aí, e também tinha consciência que elas eram utilizadas para provocar outras pessoas, mas o espanto só veio mesmo quando o prefeito compartilhou no Instagram, onde a iguaria foi curtida por mais de 14 mil pessoas. "Fiquei sabendo hoje (quinta) quando a minha namorada printou a publicação e enviou para mim. Ela tinha recebido e reconheceu que era minha", relata Imas. O fotógrafo Imas Pereira, autor da imagem que virou hit (Foto: Almiro Lopes/CORREIO) Cadê a clientela? A publicidade espontânea e gratuita não alterou os valores do cardápio do restaurante. Na verdade, nem a gerência do local sabia que a foto estava sendo compartilhada e nem que ela foi tirada lá.

Segundo o dono do estabelecimento, nem vale a pena pensar em aumentar o valor já que, em setembro, a clientela costuma minguar às sextas, quando o prato do dia é a desejada comida baiana.

E tem uma explicação óbvia para as cadeiras vazias. "Por incrivel que pareça, nessa época do ano, as vendas costumam cair. Todo mundo faz em casa ou é convidado para comer em algum lugar", explica Welligton Oliveira, 47, proprietário do Gaiola.

Durante todo o ano, em média, 80 pratos são vendidos todas as sextas. Agora, com as festas em homenagem aos santos gêmeos, o dono prevê uma diminuição de até 60% na comercialização - na última sexta, por exemplo, 60 pratos foram vendidos.

O caruru fotografado por Imas custa R$ 16, é um prato feito, e vem acompanhado com frango cozido. A opção com xinxim sai por R$ 16 e, com peixe, por R$ 18. Mas também pode ser vendido no quilo. O restaurante também vende por encomenda. 

O fotógrafo diz não querer se aproveitar da fama do seu clique, mas afirma que seria bom ter um alívio na balança. Ele também tem uma conta no site de fotografia Flickr, onde coleciona dezenas de fotos de comidas baianas. "Não sou blogueirinho para comer de graça, mas estou pensando em pedir um desconto", brinca Imas, que teve a sorte de ser convidado na quarta para degustar o prato, só que dessa vez sem registro fotográfico.

[[publicidade]]

Veja onde comer caruru E quem não recebeu convite para comer caruru 0800, certamente não vai passar vontade, mesmo que seja preciso pagar para isso. O CORREIO trouxe opções de lugares que servem o prato durante todo o mês. Tem até restaurante que entrega pelo aplicativo iFood. Confira a lista:

Restaurante Dona Mariquita Endereço: Rua do Meio, Rio Vermelho Horário de funcionamento: Durante o mês de setembro, o prato é servido de terça a domingo das 12 às 17h Valor: O prato com 12 ingredientes sai por R$ 40. Não tem opção a quilo. O caruru vem acompanhado de vatapá, xinxim de galinha, feijão preto, fradinho, pipoca, farofa de dendê, banana, acarajé e abará. Contato: (71) 3334-6947

Restaurante Senac Pelourinho Endereço: Praça José de Alencar Horário de Funcionamento: De segunda a sábado das 11h30 às 15h30 tem bufê de comida baiana com 40 opções Valor: Cada pessoa paga R$ 56 para ter acesso aos pratos. Além das 40 opções, o cliente tem direito a 12 variedades de sobremesas.  Contato: (71) 3324-8107

Cabana da Cely do Rio Vermelho Endereço: Rua Fonte do Boi, Rio Vermelho Horário de funcionamento: Todas as sextas das 11h30 às 14h Valor: O bufê custa R$ 21 por pessoa. Oito opções são fixas (caruru, vatapá, feijão fradinho, xinxim de galinha, arroz, farofa de dendê, acarajé e abará) e três variam a cada semana, sendo duas moquecas e uma frigideira. Contato: (71) 3019-1304

Restaurante Ki-Mukeka Endereço: Avenida Otávio Mangabeira, Amaralina Horário de funcionamento: 11h30 às 22h30 Valor: O vatapá e o caruru é vendido a porção de segunda a domingo. Cada porção serve a duas pessoas e custa R$ 13,90 cada. Para acompanhar, sai uma muqueca de camarão vendida por R$ 121 (serve três pessoas). Contato: (71) 3240-0192

Restaurante Donana Endereço: Avenida Teixeira Barros  Horário de funcionamento: 11h30 até às 18h  Valor: De terça a domingo é servido guarnições de caruru e vatapá. Cada porção custa R$ 14 e serve até três pessoas. Para acompanhar, é servido também uma moqueca de camarão por R$99. O prato serve três pessoas e inclui arroz e fafora de dendê, e o cliente pode escolher uma terceira guarnição que pode ser o vatapá ou o caruru.  Contato: (71) 3351-8216

Caranguejo da Bahia Endereço: Av. Otávio Mangabeira, Pituba Horário de funcionamento: Segunda a domingo das 11h às 0h Preço: O caruru custa R$ 56 e serve duas pessoas. A opção vem com xinxim de galinha, caruru, vatapá, feijão fradinho, farofa de dendê e arroz. O restaurante também atende pelo o aplicativo ifood, com valor adicional de entrega. Número: (71) 3248-3331

Aconchego da Zuzu Endereço: Rua Quintino Bocayuva, Garcia Horário de funcionamento: terça a sexta-feira das 11h30 às 16 h Preço: O prato de caruru é servido apenas nas sextas. O prato feito sai por R$ 15 (caruru, vatapá, farofa de dendê, xinxim de galinha, arroz e feijão fradinho) Número: (71) 3331-5074