Escolas assinam termo de parceria pela segurança pública

Instituições se comprometeram a implementar medidas para ajudar a polícia

Publicado em 20 de outubro de 2015 às 22:25

- Atualizado há 10 meses

Diretores de 14 escolas dos bairros da Pituba, Itaigara e Caminho das Árvores assinaram um termo de compromisso para desenvolveram ações em prol da segurança pública, nesta terça-feira (20). A ação foi realizada pelo Movimento Escola Segura. 

O documento prevê a implantação de oito ações a partir do primeiro semestre de 2017. “Demos um prazo para que em 2016, com o início do ano eletivo, essas ações já estejam implementadas. São medidas simples, práticas e que podem dar um grande resultado”, contou a organizadora do movimento, Maria Dulce Baleeiro.Entre as medidas assinadas, as escolas se comprometeram a instalar câmeras de segurança na parte externa dos colégios e disponibilizar essas imagens, quando solicitado pela polícia; a capacitar os porteiros através de cursos oferecidos pelo polícia e pelos conselhos dos bairros; A estimular pais e alunos a registrarem o boletim de ocorrência quando vítimas de crime.

Os diretores concordaram também em criar uma rede de comunicação entre funcionários de diferentes escolas para poder facilitar as ações de proteção. Os alunos também serão orientados a permanecer dentro da escola, mesmo no intervalo entre as aulas, para evitar a exposição, entre outras medidas.Escolas assinam termo de compromissoDe acordo com a organização do Movimento Escola Segura, 40 instituições (37 particulares e três públicas) foram convidadas para participara da ação, mas apenas 14 delas compareceram e assinaram o termo de compromisso. A diretora da Escola Tempo de Crescer, no Caminho das Árvores, Cínthia Garcia, acredita que a implementação dessas medidas podem ajudar na segurança pública. “Nós temos que fazer a nossa parte. Os porteiros precisam estar devidamente equipados, os pais precisam ser orientados a como evitar essas situações. Faz parte de uma conversa e de sair da zona de conforto mudando nossas atitudes como cidadão e ser humano. Podemos fazer a nossa parte levando segurança e fazendo a nossa segurança”, disse.Além da escola Tempo de Crescer, assinaram o termo o Centro Educacional Gira Girou, os colégios Anchieta Aquárius, Batista Brasileiro, Integral, Oficina, Sartre COC, Cultura Inglesa, e as escolas Casa da Infância, Girassol, Nossa Infância, Recando de Viver, Tempo de Criança e o Espaço de Educação Infantil Pindorama. 

Polícia foi testemunhaRepresentes das polícias Civil e Militar estiveram no auditório do Colégio Anchietinha, no loteamento Aquárius, na Pituba, para testemunhar a assinatura do termo de compromisso. Para o titular da 16ª Delegacia (Pituba), Nilton Tormes, o documento vai ajudar no trabalho dos investigadores.“Um dos termos do acordo é a notificação dos crimes. A falta do boletim de ocorrência muitas vezes atrapalha o trabalho da polícia. Eles são importantes para identificarmos as áreas prioritárias nas ações de segurança. A assinatura desse termo é louvável”, afirmou.Para o tenente coronel da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar (Pituba), Saulo Roberto, a medida deve ajudar na segurança da comunidade estudantil. A polícia vai orientar os pais e alunos a como evitarem situações de risco.

“Estamos unindo esforços para minimizar essas ações nas portas das escolas. A escolas é o caminho da educação e através da educação nós podemos orientar esses garotos para que também tenham a concepção de que eles precisam ser seguros. Isso será uma vertente importante para a segurança pública de Salvador, na região da Pituba, para diminuir as ocorrências”, afirmou.O subcomandante da 35ª Companhia Independente da Polícia Militar (Iguatemi), capitão Jorge Ramos, também participou do evento. A companhia do Iguatemi é uma das responsáveis pelo policiamento da região.