Fãs do Star Wars se reúnem em convenção na Biblioteca Central dos Barris

Público diverso prestigiou primeira edição do Jedicon e mostrou o lado baiano da força em Salvador

Publicado em 4 de outubro de 2015 às 15:24

- Atualizado há 10 meses

A Biblioteca Central dos Barris foi transportada, no sábado (3), para uma galáxia muito distante, no universo de Star Wars. O território dos livros foi invadido por personagens do cinema no primeiro Jedicon Bahia, uma convenção para fãs da série. O foyer, o quadrilátero e as salas Alexandre Robatto e Walter da Silveira foram tomados por guerreiros jedis, os rivais siths, princesas Leias e até um Mestre Yoda. Personagens de Star Wars como o Comandante Cody, Stormtroopers (soldados do Império Galáctico) e o próprio Darth Vader vieram a Salvador, ontem, para uma convenção de fãs (Foto: Almiro Lopes/ CORREIO)Entre estandes de exposição e de vendas de produtos do tema da franquia e mesas de RPG, a programação começou com uma academia Jedi infantil, onde os pequenos padawans aprenderam a usar o sabre de luz e golpear os inimigos. Raduan Midlej, 8 anos, participou da atividade. Segunda geração de Star Wars maníacos da família, o garoto treinou os golpes assistido de perto pelo pai orgulhoso e o irmão caçula. “Sou muito fã de Star Wars, tem uns dois anos. Leia é a minha personagem favorita e (Darth) Vader o vilão que mais gosto. Já assisti a todos os filmes e vou ver também o Despertar da Força assim que lançar”, contou o menino, se referindo ao novo filme da saga, que estreia no dia 17 de dezembro nos cinemas.Vestida de Leia, a canadense Agnes Souza, 38 anos, estava acompanhada do filho Markus, 4, fantasiado de um pequeno Anakin Skywalker. Fã da história desde pequena, a empresária visitou pela primeira vez uma convenção e se surpreendeu com a organização. “Comprei essa fantasia para o Halloween e quando meu marido falou que ia ter esse evento, resolvi trazer nosso filho, que, assim como eu, já viu todos os filmes e adora”, disse. Para ela, uma das características mais interessantes da saga é o envolvimento de toda a família. “Meus pais gostam muito e me fizeram assistir. E eu agora passo isso pra ele, nos aproxima”, comentou.Fãs de todas as idades viram de perto personagens como Com. Cody (Foto: Almiro Lopes/ CORREIO)A diversidade de personagens e visitantes agradou o empresário André Neves, 32, dono da loja Seja Nerd, em Vitória da Conquista. Ele trouxe seu estande com produtos variados, de canecas a camisas, com preços de R$ 10 a R$ 50. “Nosso foco é no colecionador. Tem os jovens que são mais descontrolados quando veem os produtos, e tem os mais velhos, que são mais controlados, mas, em contrapartida, compram coisas mais caras”, analisou. A variedade do público também empolgou o presidente do Conselho Jedi Bahia, Marcelo Cunha. “Tem o público infantil, que fica louco com os bonecos e as roupas, e os adultos que estão ansiosos com o novo filme”, lembrou. Segundo ele, cerca de mil pessoas eram esperadas para o encontro de ontem, que foi organizado durante quatro anos. Um dos destaques do encontro foi o talk show com o humorista carioca Fernando Caruso, dublador do vilão Agente Kallus, personagem da série animada Star Wars Rebels, exibida pelo canal Disney XD. “Está sendo um sonho participar da série, pois sempre fui fã”, dizia o humorista, que falou ao público sobre as dificuldades da missão. “É um trabalho só da voz. Tem que se expressar só com a voz”, ilustrou o humorista, que tem nas caretas e gestos como duas de suas marcas como ator. Caruso elogiou a convenção em Salvador. “Foi muito legal a receptividade do público”, declarou, cercado por fãs. Além do papo com o humorista, ainda tiveram exibições de documentários, debates, duelos de sabres e um concurso de cosplay.