Mãe e filha ficam feridas durante incêndio em casa; mulher pulou do 3º andar

Uma das vítimas desconfia de um ex-namorado, mas a autoria e a motivação do crime estão sendo investigadas pela Polícia Civil

Publicado em 28 de outubro de 2015 às 11:55

- Atualizado há 10 meses

Duas mulheres ficaram feridas durante um incêndio em um prédio de três andares na madrugada desta terça-feira (27), no bairro de São Marcos, em Salvador. Para escapar das chamas, Lucimar Silva de Souza, 38 anos, pulou do 3º andar e fraturou a bacia. A filha dela, Crislayne Silva de Souza Rocha, 20, teve ferimentos leves.

O incêndio aconteceu no condomínio Recanto das Ilhas, na Avenida Oceano Pacífico, próximo ao Hospital São Rafael. Crislayne contou aos investigadores dos posto da Polícia Civil do Hospital Geral do Estado (HGE), para onde elas foram socorridas, que por volta de 3h ela e a mãe acordaram com um clarão no apartamento, que fica no terceiro andar. Quando levantaram, perceberam que o imóvel estava em chamas.

Desesperada para escapar do fogo, Lucimar pulou do 3º andar. Ainda de acordo com a jovem, alguém jogou gasolina por debaixo da porta, desceu as escadas e ateou fogo. Crislayne desconfia de um ex-namorado, mas a autoria e a motivação do crime estão sendo investigadas.

A assessoria da Polícia Civil informou que o caso foi registrado na 10ª Delegacia (Pau da Lima) e que os investigadores aguardam o depoimento das vítimas para ter mais detalhes sobre o caso. Ainda de acordo com a assessoria, até à tarde desta quarta-feira (28), Crislayne não havia procurado a unidade.

Em relação a informação de que o ex-namorado suspeito de cometer o crime pode ser um Polícia Militar, a assessoria da Corporação informou em nota que o caso ainda não foi registrado na corregedoria. "As circunstâncias e autoria do crime estão sendo investigadas pela Polícia Civil. Mas até o momento não há uma notificação ou registro de denúncia na Corregedoria da PM a respeito do assunto", diz a nota. 

De acordo com a Central de Polícia (Centel), as chamas causaram danos nas cortinas, persianas, no sofá e chamuscaram o teto do apartamento. No segundo andar, o fogo destruiu duas bicicletas, enquanto no primeiro pavimento as portas de três imóveis foram chamuscados pelas chamas.

Crislayne sofreu queimaduras e já teve alta médica na manhã desta quarta-feira (28). Lucimar sofreu fratura de bacia e está no setor de ortotrauma no HGE. Ninguém foi preso.