Professores da Ufba se reúnem nesta quarta-feira (14) para decidir fim da greve

Outras universidades do movimento grevista já retomaram as atividades

Publicado em 13 de outubro de 2015 às 17:31

- Atualizado há 10 meses

Os professores da Universidade federal da Bahia (Ufba) se reúnem em assembleia para decidir sobre o fim da greve na quarta-feira (14), às 14h, no auditório da Faculdade  de Arquitetura.

A última assembleia dos docentes foi realizada na terça-feira(6), também na faculdade de arquitetura. Na ocasião eles optaram continuação da greve, mas com um indicativo de saída unificada entre os dias 14 e 16 de outubro.(Foto: Divulgação)A greve a Ufba, iniciada em maio, já é a mais longa da história da universidade. A saída unificada do movimento é uma orientação do comando nacional de greve emitido pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes).

Segundo a Andes, 50 universidades participaram do movimento grevista. De acordo com o G1, dessas instituições, apenas duas permanecem com professores em greve. São elas, a Ufba e a Universidade Federal do Amapá (Unifap), onde o sindicato também se reúne amanhã para decidir os rumos do movimento.

[[saiba_mais]]

A assessoria Andes, porém, informou que do total de universidades paralisadas durante o movimento, apenas 10 teriam optado pelo fim da greve: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), Universidade Federal de Alfenas (Unifal-MG), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal de Uberlândia, Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), Universidade Federal do Cariri.